A primeira semana de 2020 começou com a captação de múltiplos órgãos no Hospital São José, de Criciúma.

O doador foi um homem de 58 anos, vítima de um Acidente Vascular Encefálico (AVC).

Os familiares, conscientes da importância quanto a doação de órgãos, autorizaram a captação.

Foi possível realizar a captação para doação de rins, fígado e globos oculares.

Abordagem familiar

Segundo a enfermeira da Comissão Hospitalar para Transplante (CHT) do Hospital São José, Jaqueline Martins, a parte mais difícil de todo o processo é a abordagem familiar.

“O paciente deu entrada no hospital e foi atendido imediatamente pela equipe especializada no atendimento para AVC, que segue um protocolo extremamente rápido para este tipo de atendimento e avalia inúmeros critérios, além de realizar todos os exames necessários para constatação, ou não, da morte encefálica", explica.

"Apesar de todo o esforço das equipes médicas, devido a lesão cerebral ser extensa, o paciente acabou não resistindo. Um dos momentos mais difíceis a partir de então é quando precisamos falar com a família. Esta abordagem é muito difícil para gente. Em meio a dor e sofrimento da família, precisamos conversar sobre a doação dos órgãos. Mas na grande maioria das vezes as pessoas compreendem e querem ajudar o próximo”, relata Jaqueline.

Salvar vidas

De acordo com os integrantes da CHT, quando a família autoriza a doação de órgãos é possível salvar várias outras pessoas.

“O sim da família permite que outras pessoas sobrevivam. Isso é um ato de nobreza”, destaca a enfermeira.

A captação de órgãos

A captação consiste em realizar um procedimento cirúrgico regulamentado por lei, no qual é possível realizar o procedimento de captação de um, ou mais órgãos, ou tecido.

O órgão que não pode mais realizar sua função normal (doente) é substituído por outro saudável.

O órgão substituído tem por objetivo melhorar a qualidade de vida do receptor. Para isso é preciso que haja doadores.

Em 2019, havia 537 pessoas em Santa Catarina na fila de espera, segundo dados da Secretaria do Estado de Saúde.

Confira os números

Rim – 386

Córnea – 56

Medula óssea – 58

Fígado – 24

Rim/pâncreas – 08

Coração – 04

Pâncreas - 01

Seja um doador de órgãos. Avise sua família sobre sua intenção.