Foto: divulgação Ponto Ser

Um sonho que virou realidade para muita gente, a Ponto Ser Espaço Alternativo completou, no último dia 6, terça-feira, 10 anos de atividades. É a comemoração de uma trajetória que mudou, para melhor, a vida de muitas pessoas que por ali passaram.

O principal diferencial da Ponto Ser é oferecer atividades multidisciplinares para crianças desde a primeira infância até o início da adolescência, em um só lugar, revelando e desenvolvendo habilidades e talentos que farão a diferença para sempre em suas vidas.

Chamado de contraturno, horário posterior ao da educação formal, o período disponibiliza diversas atividades extracurriculares. Entre as práticas ali desenvolvidas estão musicalização (o primeiro contato coma música, seus conceitos e percepções), piano, ballet/jazz infantil, danças urbanas/hip hop, karatê, teatro, capoeira, natação infantil e técnicas de desenho. A Ponto Ser oferece também aulas de inglês e de apoio nas disciplinas escolares.

Ao longo do tempo que passam ali, as crianças têm ainda diversas possibilidades de aprendizado e formação do conhecimento, como noções de cidadania, cultivo de temperos e hortaliças, xadrez, recreação, parquinho e contato com animas como um cão golden retriever, tartarugas e uma coelha.

Com as habilidades desenvolvidas, muitas das crianças acabam se destacando também nas escolas onde cumprem a educação formal, integrando equipes que participam de campeonatos e festivais.

“Para muitas delas, a Ponto Ser é um divisor de água”, explica Paulo Almuas, fundador do estabelecimento. Ele cita o exemplo de um aluno que tinha pânico de entrar na piscina e hoje é atleta de natação em Jaraguá do Sul, participando de campeonatos. O aluno atribui essa conquista ao esforço e paciência do professor que o ajudou a superar o medo e se desenvolver no esporte.

A Ponto Ser se define como “o mais completo contraturno”, um lugar “onde se aprende brincando”.

Da carreira solo a gestor de muitas vidas

Fazer grandes projetos para sua carreira solo, e sair em busca dos recursos para concretizá-los, o era o sonho de vida do dançarino, coreógrafo, ator e profissional de educação física Paulo Almuas. Artista desde criança, participou de diversas apresentações em Jaraguá do Sul e Santa Catarina, como a inauguração do Centro Cultural da Scar (Sociedade de Cultura Artística) e do Festival de Dança de Joinville. Como ator, integrou diversas peças. Como professor de dança, ensinou muitas pessoas.

Apesar uma trajetória reconhecida e premiada, que poderia levá-lo a realizar esses planos, quis o destino que ele acabasse por se tornar um empreendedor responsável por despertar talentos e potencialidades de milhares de “vidinhas” que frequentam a Ponto Ser.

Uma despretensiosa (e informal) escola de dança que ele mantinha, mais pela demanda repentina do que por realmente uma escolha, foi o começo de tudo. Ocupando uma sala na rua Gumercindo da Silva, a “escola” recebeu, certo dia, a visita de um fiscal de Prefeitura que o advertiu-o sobre a necessidade de ter alvará para exercer a atividade.

Foi o primeiro choque de realidade. Lá foi ele atrás de toda essa burocracia e uma primeira constatação: muitas escolas geridas por artistas carecem de noções administrativas, levando-as ao encerramento precoce.

A participação em um congresso em Florianópolis, com profissionais e autoridades do Brasil, Alemanha, Finlândia, Hong Kong e Estados Unidos levou-o ao primeiro contato com a experiência de disciplinas múltiplas voltada às crianças. Chamado de contraturno, é um complemento à educação formal e trabalha diversas habilidades dos alunos.

Posteriormente, após um MBA em dança, percebeu um nicho a ser ocupado: a falta de um espaço que reunisse todas as atividades que ajudam no desenvolvimento das crianças e que eram oferecidas em lugares dispersos da cidade, uma dificuldade adicional para os pais.

Assim nasceu a Ponto Ser, que de coincidência em coincidência, primeiro ocupou uma casa cujos donos se mudaram de Jaraguá do Sul, em rua lateral da sede atual. Em seguida foi para uma casa maior, ao lado, de onde os donos também se mudaram. Dali (em razão da compra do imóvel pelo Supermercado Giassi) mudou-se para a sede atual, onde funcionava um restaurante que estava para fechar. Tanta sorte só resultou em sucesso devido, também, a muita dedicação e confiança na viabilidade do empreendimento.

Serviço

Ponto Ser Espaço Alternativo

Musicalização, piano, ballet/jazz infantil, danças urbanas/hip hop, karatê, teatro infantil, capoeira, natação infantil e mais.

Endereço: Rua Pres. Juscelino, 79 - Centro, Jaraguá do Sul - SC,

Telefone: (47) 3371 8319

Whatsapp: 4733718319

Instagram: @pontoseroficial