Aos 143 anos, Jaraguá do Sul tem um longo e bem-sucedido histórico de empreendedorismo e gestão.

Se a cidade fosse um empresário, alguns de seus empreendimentos teriam registrado sucesso de mais de um século, caso este de empresas como o O Correio do Povo, fundada em 1919.

Deste histórico, nasceram empresas com importância nacional e global - como a Duas Rodas, líder no segmento de aromas e essências para alimentos, e a WEG, líder global no setor de eletromotores – além de empresas de destaque regional e estadual.

Foto Divulgação

Não há fronteira que não tenha sido desbravada por Jaraguá do Sul.

Além do tradicional, Jaraguá também é um jovem empresário, com um rico ecossistema de inovação e empreendedorismo, composto por entes que vão do associativismo como a Associação do Micro e Pequeno Empresário, Empreendedor Individual e Startups do Vale do Itapocu (Apevi) até a prática no Centro de Inovação NovaleHub, na incubadora JaraguaTec e na aceleradora Spin.

O senhor Jaraguá em números

Falar de como Jaraguá do Sul tem sucesso empresarial por si só é fácil - mas o que sustenta esta declaração de que o centenário senhor é bem-sucedido? Os números respondem!

Com um Produto Interno Bruto de R$ 7,765 bilhões, Jaraguá do Sul é o 7º município mais rico do Estado de Santa Catarina - e o 21º com o maior PIB per capita: R$ 46.429.

O “Senhor Jaraguá” emprega atualmente 63.745 trabalhadores com carteira assinada, dos quais 33.908 estão em seu principal setor econômico, a indústria - e 14.326 estão no segmento que mais emprega no município, o setor têxtil.

Foto Eduardo Montecino/OCP News

E seus funcionários gozam, em média, de uma remuneração melhor do que a estadual: enquanto a média salarial de Santa Catarina é de R$ 2.586,83, em Jaraguá do Sul esta média, levando em conta todos os empregados do município, é de R$ 2.786,46.

Apesar de seu histórico de grandes empresas, 85,5% dos 4.775 empreendimentos de Jaraguá do Sul são microempresas e empreendedores individuais - mas ao mesmo tempo, suas gigantes empregam 46% dos trabalhadores.

Comércio exterior

No comércio exterior, o empreendedor do Vale do Itapocu é ainda mais notável: com US$ 240,47 milhões em exportações só nos primeiros cinco meses deste ano, Jaraguá do Sul responde por 5% de todas as exportações de Santa Catarina, sendo o 4º maior exportador catarinense - e o 80º do país.

Nas importações, não é menos expressivo: o 9º maior importador do Estado responde por 2,4% de todas as importações catarinenses, somando US$ 160,1 milhões nos primeiros cinco meses deste ano, ocupando o 96º lugar a nível nacional.

Foto Arquivo/Agência Brasil

Tanto nas importações quanto nas exportações, o senhor Jaraguá foca em seus pontos fortes: o setor elétrico responde por mais de 90% de suas exportações, em US$ 218,22 milhões, e a junção dos setores têxtil e elétrico responde por quase metade das importações, em US$ 78,99 milhões.

A união faz a força

Para empresários da região, Jaraguá do Sul é perseverante: embora lide constantemente com desafios logísticos e burocráticos, segue firme e inexoravelmente em direção ao futuro.

A Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs), que há 81 anos usa do associativismo como meio para resolver entraves e se posicionar na vanguarda, é uma das frentes adotadas por Jaraguá do Sul para superar desafios.

Foto Divulgação

Por meio da associação, vieram conquistas como a primeira agência do Banco do Brasil, em 1958, e melhorias na infraestrutura elétrica e telefônica, além de trabalhos constantes para aprimorar o ambiente de negócios.

A visão dos empresários

Harry Schmelzer Jr., presidente do Grupo WEG

"Jaraguá do Sul é um visionário, ousado e empreendedor, preocupado não só com crescimento do seu negócio, mas também com o desenvolvimento de toda a região. Um líder nato, que acorda cedo, trabalha duro, administra com integridade, compartilha conhecimentos, inspira pessoas e contribui para o desenvolvimento social e econômico da cidade."

Leonardo Zipf, presidente da Duas Rodas

"Se Jaraguá do Sul fosse um empresário, certamente seria extremamente resiliente, dinâmico, agregador, visionário, comprometido e competente."

Guilherme Weege, presidente do Grupo Malwee

"Jaraguá do Sul é um empresário persistente, visionário, audacioso e corajoso. Sabe de suas potencialidades e está sempre atento às oportunidades à sua volta. Acolhedor e colaborativo, destacase pela sua capacidade de encorajar novas ideias e investimentos."

Walter Janssen Neto, presidente da Rede OCP de Comunicação

"Se Jaraguá do Sul fosse um empresário, seria reconhecido pela habilidade de unir o tradicional com o inovador, teria a reputação de visionário e seria elogiado pelo empenho em crescer junto com toda a comunidade, garantindo o desenvolvimento da região."

Anselmo Ramos, presidente da Acijs

"Jaraguá do Sul é um empresário planejado para o futuro, que traz no seu DNA valores que enaltecem sua presença na comunidade, com senso de responsabilidade social em áreas como saúde, educação e segurança pública, porque entende que são fundamentais para que se tenha um ambiente favorável ao desenvolvimento econômico com sustentabilidade."

Benyamin Fard, CEO da Spin

"Para mim, Jaraguá é um empreendedor de excelência, criativo e que pensa de forma global. É acostumado a fazer tudo o que faz com qualidade e pensando sempre na satisfação do cliente. É também exemplo de ética, integridade, associativismo, voluntariado e preocupado com o presente e futuro. Jaraguá é um exemplo de como empreender!"

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger