Happy Hour da Copa do Mundo: bebidas típicas de países classificados para as oitavas de final

Foto: Pixabay

Por: Maria Luiza Venturelli

02/12/2022 - 10:12 - Atualizada em: 23/05/2024 - 10:50

As partidas das oitavas de final da Copa do Mundo no Catar começam no dia 3 de dezembro e terminam em 6 de dezembro. Pensando nisso e em todo clima de Happy Hour que os jogos da Copa transmitem, principalmente para os maiores fãs de futebol, conheça algumas das bebidas típicas de alguns países classificados:

Foto: Pixabay

Holanda

O Jenever é conhecido como o “Gin Holândes”. Trata-se de um destilado feito com zimbro e outras especiarias, como por exemplo casca de limão, casca de laranja, baunilha e coentro. Além de vinho de malte, que se assemelha a um uísque não envelhecido e com alto teor alcóolico, que faz toda a diferença no sabor da bebida.

Pode ser jovem ou maduro, a classificação não se dá pelo envelhecimento da bebida e sim pelo processo de destilação. O Jonge Jenever apresenta tons mais claros (transparente em alguns casos) e sabor com nuances mais neutras. Já o Oude Jenever tem cores mais amareladas e um sabor altamente aromático pois tem um teor de malte superior.

Senegal

O Bissap é uma das bebidas mais consumidas no Senegal, além de ser também uma das bebidas mais populares em todo o continente africano. Ela mistura a flor de hibisco com hortelã, água de flor de laranjeira, baunilha, suco de laranja e suco de limão em um copo com gelo e é servida como um refresco para qualquer hora do dia.

Além de poder ser feita em casa, essa bebida também pode ser encontrada em forma de refrescos vendidos engarrafados em lojas.

O Bissap também é muito utilizado na medicina tradicional para o tratamento de muitos problemas de saúde. Isso porque o hibisco é rico em proteína, lipídios, minerais e vitamina C, além de ser um excelente antioxidante. Ela também ajuda a digestão, é diurética e minimiza sintomas relacionados à hipertensão.

Estados Unidos

A típica bebida dos Estados Unidos é o spirit chamado Bourbon. Bem similar ao uísque, ele é feito a partir do milho e é mais comum no sul do país. O Bourbon foi criado em 1789, no condado de Bourbon, Kentucky.

A legislação americana determina que a destilação não pode ser superior a 80º e o envelhecimento da bebida deve ser por, no mínimo, dois anos, em um barril de carvalho.

Argentina

Uma das bebidas que mais representa o argentino é o mate. Tomar um mate é um dos hábitos mais presentes no cotidiano das pessoas do país, indo muito além do simples consumo, sendo a representação da cultura argentina, com todo um ritual e regras especiais.

É muito comum encontrar grupos de argentinos tomando mate em qualquer lugar de Buenos Aires e em qualquer época do ano e vivenciar essa experiência é uma ótima forma de se sentir completamente imerso em um dos maiores traços culturais do país.

A bebida trata-se de uma infusão, semelhante a um chá, com uma erva que é elaborada de uma maneira específica. Na Argentina, diferente do Brasil onde também se toma mate em algumas regiões, é mais comum encontrar ervas chamadas de pura folha. Trata-se de uma parte do processo de moer as folhas de modo que não se tornem tão finas.

França

O coquetel típico francês chamado Conexão Francesa (French Connection), preparado com uma parte de conhaque (bebida típica francesa) e outra parte de licor de amaretto (bebida típica italiana). O Conhaque é uma bebida alcoólica destilada, com alto teor alcoólico, em torno de 40%, e nome da cidade onde é produzida, a região de Cognac.

Deve ser obtido por dupla destilação e envelhecido em barris de carvalho que não tenham contido anteriormente nenhum outro tipo de bebida além de conhaque. Também é frequentemente usado em pratos gastronômicos típicos da França.

Austrália

O Lemon Lime Bitters é uma das bebidas mais famosas da Austrália. A receita leva refrigerante de limão, um concentrado doce de limão e Angostura, uma bebida alcoólica concentrada e amarga.

O percentual alcoólico é muito baixo, então ela não é considerada como uma bebida alcoólica pela maioria dos estabelecimentos. Essa bebida é encontrada tanto em bares e restaurantes, feita na hora, e também em mercados, industrializada e embalada em garrafas.

Brasil

A caipirinha é um drink tradicionalmente brasileiro famoso no mundo inteiro e feito com açúcar, limão, gelo e cachaça. A cachaça é o ingrediente mais marcante e chama a atenção de turistas estrangeiros, pois não é encontrada em muitos países.

Ao chegar no Brasil, muitos pedem para experimentar o drink em bares e restaurantes. Mais do que amada por brasileiros e visitantes, a caipirinha é também uma representação cultural do Brasil, presente em músicas de carnaval, samba e pagode.

Nos últimos anos, a clássica feita com limão e cachaça não deixou de ser tradição, mas também existe espaço para algumas variações, como as que são feitas com vodca, saquê e outras frutas como kiwi, maracujá, morango e abacaxi.

Japão

O saquê é uma das bebidas mais conhecidas do Japão. É feito a partir da fermentação do arroz há mais de dois mil anos. A partir do século 19, começou um processo de refinamento da produção que continua até os dias atuais.

Com graduação alcoólica próxima de 15%, tem sabor suave, principalmente o saquê premium, que é feito de grãos de arroz mais polidos que os dos básicos. Hoje são cerca de mil fábricas no Japão, que ainda produzem saquês típicos de cada região, conforme a dieta do local.

Foto: Pixabay

Seja na Copa do Mundo ou em qualquer outro momento de confraternização e comemoração e independente do país que mais representa a sua preferência para drinks, não faltam opções em Jaraguá do Sul para apreciar. Um happy hour no fim do dia é o momento perfeito para experimentar uma opção nova de bebida ou apostar no tradicional. Você pode conferir em setemelhores.com alguns lugares onde é possível celebrar bons momentos com deliciosas bebidas alcoólicas ou sem álcool.

Notícias no celular

Whatsapp