Tudo começou há 40 anos, quando Ademir Moretti Garcia, que possuía amor pelas estradas, adquiriu um caminhão em sociedade com Renato Demathe. Posteriormente outros sócios entraram na empresa. A princípio, realizavam fretes para empresas importantes, como a Duas Rodas, logo Ademir também tornou-se representante comercial da mesma, onde atendia as regiões de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia e Acre.

Em 1994, quando retornava do Mato Grosso para Jaraguá do Sul, envolveu-se em um acidente, onde infelizmente não resistiu. A partir deste momento doloroso, sua esposa Ediana Maria Garcia e seus filhos, Jonathan e Jean, de 8 e 6 anos respectivamente, viveriam uma mudança radical em suas vidas.

Ademir Moretti Garcia | Fotografia do arquivo da família Garcia

Ediana passou por um momento decisivo, onde teve que escolher entre administrar a empresa de Ademir ou continuar em sua carreira na área da educação. Segundo ela, não foi uma escolha fácil, mas decidiu optar por dar continuidade aos negócios que Ademir dedicou sua vida, assim, assumiu a transportadora em conjunto com os outros sócios.

“Não foi fácil no começo, administrar e trabalhar na transportadora, cuidar dos filhos, da casa e outras responsabilidades, principalmente pela falta de um pai. Tive que suprir as necessidades de pai e mãe, porém, nós como mulheres, fazemos coisas que às vezes até pensamos “como consegui fazer tudo isso?”, comenta Ediana.

Reconstruiu sua família apesar dos obstáculos que surgiam ao longo do caminho enquanto administrava a transportadora. Durante 8 anos, realizou diversos cursos que proporcionassem uma base de conhecimento, passava os finais de semana estudando, integrou as reuniões do núcleo das transportadoras e com sua própria força conquistou espaço em um ambiente predominantemente masculino. Entretanto, por conta de desalinhamento com os sócios, Ediana decidiu em 2002 seguir uma nova jornada acompanhada de Jonathan (com 16 anos na época) e Eugênio Garcia que acreditaram nesse desafio, sendo Eugênio sócio até 2015. Abriram a transportadora GarciaJJ, que posteriormente devido a um problema de marcas e patentes tornou-se a atual Gartran Logística de Transporte.

Jean (E), Ediana e Jonathan com um dos primeiros caminhões da transportadora | Fotografia do arquivo da família Gartran

O HORIZONTE

A paixão por caminhões faz parte do DNA da família, o pai de Ademir foi a primeira pessoa a ter um caminhão Mercedes-Benz em Corupá. A herança do amor pela logística de Ademir havia sido passada para Ediana e o filho, Jonathan (e posteriormente o Jean), que de coração aberto encararam o desafio de dar continuidade ao trabalho excepcional iniciado por ele. Com muita seriedade, responsabilidade e apoio dos familiares, em especial do Milton Moretti, o novo companheiro de Ediana, eles assumiram um compromisso com o futuro da transportadora.

Caminhão de Vicente, avô de Jonathan e Jean | Fotografia do arquivo da família Garcia

Milton entrou na vida dos três como um suporte para continuarem em busca dos seus propósitos. Ediana conta que a força transmitida por ele foi fundamental para todos encararem juntos um novo horizonte.

De acordo com Milton, é inegável que o início foi um tempo de dificuldade, de trabalho duro e incansável por parte da Ediana e dos rapazes. Porém, havia muita disposição para luta, otimismo, esperança e superação inigualáveis. Ainda destaca, que de alguma forma sente saudade daquele tempo, daquela energia contagiante que passava por cima da incerteza e de todas as dificuldades. Sem dúvidas, para ele foi uma experiência emocionante poder acompanhar o desfecho vitorioso.

“Como todo início, o nosso também foi difícil, muitas vezes Jonathan faltou na escola para me auxiliar na transportadora, até chegou a montar um cubo para me ajudar a medir a carga enquanto ele não estava aqui. Ele também fazia o comercial e acompanhava tudo”, ressalta a proprietária.

Jorge Inácio de Andrade, amigo de escola de Jonathan, acompanhou toda a trajetória da transportadora. Ressalta que o amigo assumiu a responsabilidade muito cedo, sempre colocou a empresa em primeiro lugar, e também, muitas vezes se deparou com ele preocupado em sala de aula, montando itinerário da frota, além de passar os intervalos no orelhão conversando com a mãe para alinhar os embarques.

Jonathan Garcia (D), Jorge Inácio e Cleiton saindo para uma viagem em direção ao nordeste, em dezembro de 2007, para realizar uma entrega urgente | Fotografia do arquivo da família Garcia

Naturalmente, conforme os anos passavam, as demandas aumentaram, principalmente por ser uma empresa pequena. Visto que Jean não estava tão presente, porém era muito ligado a esportes e natureza, em 2003, Jonathan e Milton construíram uma parede de escalada na antiga sede da transportadora.

Segundo Jonathan, houve uma situação específica em que pediu a ajuda do irmão para negociar a recapagem de alguns pneus dos caminhões. Quando Jean finalizou a negociação, ressaltou estarem pagando a mais, então ele conseguiu um desconto. Assim, Jonathan identificou no irmão a vocação que o mesmo não possuía para o setor de compras. Essa proximidade, de fato, contribuiu para desenvolver o potencial do Jean para lidar com finanças e também tornar-se um verdadeiro chefe de depósito.

Aos poucos, foram juntos construindo o próprio caminho, onde cada um assumiu suas responsabilidades, Ediana diretora-geral, Jonathan tornou-se diretor comercial e Jean diretor financeiro.

A CONQUISTA DO MERCADO

A Gartran nasceu com o propósito de não ser a maior transportadora, mas sim ser a mais eficiente. Iniciaram fortes no segmento moveleiro com cargas fracionadas, atendendo principalmente a região do nordeste e, a partir de 2011, a Gartran passou a atuar com outra visão, inserida em Santa Catarina - um dos maiores polos têxteis do Brasil -, fomentaram o atendimento a este mercado. Hoje, cerca de 70% do transporte da Gartran é destinado à indústria têxtil. Em coleta, atendem o norte de Santa Catarina, uma parte do Vale do Itajaí e no nordeste abrangem Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará, em todas as cidades.

Para garantir a eficiência na entrega, a Gartran atua com soluções inovadoras, uma frota de caminhões de última geração que possuem tecnologia de ponta, e segurança em todo o processo. A transportadora visa crescer com excelência, qualidade e eficiência. É reconhecida no mercado através de premiações no Top Transporte.