Com a finalidade de reunir as famílias, ajudar o próximo e comemorar os 142 anos da cidade de Criciúma, neste domingo (5) aconteceu o primeiro Festival Solidário no Parque das Nações Cincinato Naspolini. O evento organizado pelo Governo Municipal, por meio da Secretaria de Assistência Social e com o patrocínio da Caixa Econômica Federal, foi um ambiente de entretenimento para as famílias criciumenses. Reunindo atrações culturais, venda de produtos das entidades do terceiro setor, além do show nacional da dupla João Neto e Frederico.

 

"Este evento foi uma forma de buscarmos incentivar a solidariedade na cidade de Criciúma. Desse modo, foi um dia de agradecimento tanto para todas as entidades que contribuirão na venda de seus produtos, quanto para as famílias que participaram e vieram comemorar o aniversário da cidade e o primeiro Festival Solidário de Criciúma", ponderou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

 

Segundo o secretário de Assistência Social e Habitação, Bruno Ferreira, apesar da chuva que aconteceu durante o dia, as expectativas previstas foram atingidas. O evento contou com a participação de 18 entidades do terceiro setor parceiras do município, que venderam seus produtos no objetivo de sempre manterem seus serviços.

 

"A gente consegue sentir o agradecimento das entidades que participaram, porque todo recurso arrecadado vai fazer muita diferença na hora de elas realizarem suas ações beneficentes na cidade. Além disso, o Festival Solidário também contou com a arredação de aproximadamente uma tonelada de alimentos, que serão distribuídos com intuito de beneficiar as pessoas em situação de vulnerabilidade social presentes no município", ressaltou.

 

Participação das entidades

De acordo com a secretária da diretoria executiva da Casa da Infância Associação Beneficente, Rosilane Mendes, o primeiro evento que participaram já superou as expectativas esperadas.

 

"A equipe trabalhou e administrou muito bem as atividades realizadas mesmo com o tempo instável durante o dia. Foi um momento que proporcionou ótimas experiências para todas as entidades participantes, principalmente para divulgar o trabalho das instituições para sempre melhorarem seus serviços no município", destacou.

 

Participaram do evento as entidades: Asilo São Vicente, Asilo Feistauer, Ama, Anjos de Deus, Nossa Casa, Casa da infância, Lar geriátrico Crispim, Educação Dionísio Freitas, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, Unidos Para o Bem, Happy face, Casa Guido, Grupo de Apoio e prevenção a Aids de Criciúma (GAPAC), Marmita Solidária, Luz da Madrugada, Associação Criciumense de Handebol Feminino, Semente para o Futuro e Ciesc.

 

 

Atrações culturais

Além da venda de produtos por parte das entidades do terceiro setor, o primeiro Festival Solidário também contou com diversas atrações para todas a idades. Segundo a professora de Educação Física e bailarina do Núcleo de Dança Árabe Bela Dança, Giseli Rech, este cunho solidário faz que o publico prestigie os grupos culturais presentes na região.

 

"A gente entende que a arte é importante para qualquer sociedade, e participar mostrando nossa trabalho é gratificante, principalmente, melhorando a divulgação dos artistas e os grupos culturais do nosso município", ressaltou.

 

O evento contou com as atrações: Coral Cruzeiro do Sul, Coral Show Criança Feliz, Élton e Éverton, Banda Aracnídeos/Mamonas Assassinas Cover, Lucas Brito, Atrações de dança da Associação Feminina de Assistência Social (Afasc), Família Matos e Viola; Presença de super-heróis e Núcleo de Danças Árabes Bela Dança / Marzane Matos.

 

Atividades para toda família

Com toda a programação do evento, o ambiente do parque foi marcado com a presença de várias famílias da comunidade de Criciúma que vieram prestigiar as atrações realizadas. A técnica de Tecnologia e Informação (TI), Ana Cláudia Iaroch, veio ao evento para acompanhar a filha que se apresentou no Coral Cruzeiro do Sul.

"Eu sempre participo desses eventos organizados pela Prefeitura de Criciúma, porque formam um ambiente acolhedor para as atividades em família", frisou.

Para o aposentado Humberto Luiz Francisco Vicente, que chegou com a família no início da tarde no evento, foi um momento que contribuiu para a união da família.

"Essas atividades ajudam a gente a sair um pouco de casa, principalmente depois do período pandêmico que passamos", disse.

Clique aqui e receba notícias em seu WhatsApp