A vida de quem adora adicionar os amigos aos grupos do WhatsApp pode ficar mais difícil com as mudanças anunciadas pelo criadores do aplicativo.

Segundo a empresa, um novo recurso impede que os participantes sejam “adicionados repetidamente aos grupos que já saíram”.

O bloqueio ocorre de forma gradual: o intervalo aumenta a cada vez que o administrador adiciona uma pessoa e ela posteriormente deixa o grupo.

Funciona de forma similar à tela de bloqueio do iPhone, que aumenta o tempo de espera para digitar novamente o código a cada vez que o usuário erra a combinação.

A novidade faz parte de um pacote voltado para o convívio dentro dos grupos no mensageiro. Além dela, o WhatsApp anunciou oficialmente cinco características novas. Algumas delas, porém, estavam em operação.

Confira as outras mudanças adotadas pelo mensageiro:

  • Descrição do grupo – Um breve resumo encontrado nos dados do grupo que permite definir o propósito, as diretrizes ou os tópicos do grupo. Quando uma nova pessoa entrar em um grupo, a descrição aparecerá no topo da conversa.
  • Controles de administrador – Nas configurações do grupo, agora há uma opção permitindo que os administradores restrinjam quem pode alterar o assunto, a imagem e a descrição do grupo.
  • Fique por dentro – Quando o usuário estiver fora de uma conversa em grupo, pode acompanhar rapidamente as mensagens que mencionam ou respondam ocando no ícone @ exibido no canto inferior direito da conversa.
  • Busca por participante – Encontrar alguém em um grupo pesquisando os participantes na página de informações do grupo.
  • Administradores podem remover as permissões de administrador - de outros participantes do grupo e os criadores do grupo não podem mais ser removidos do grupo iniciado.

-

Fonte: Techtudo