Em tempos intolerantes como os que vivemos, nos quais o menor ponto de discórdia vira uma guerra sem precedentes, um compositor joinvilense vem a público pedir o mínimo: respeito. A palavra é o refrão e a chave central de "Respeito", de Silvio Zuchi, vocalista da banda Fakemoney mas que aqui assina com seu apelido de infância, Vico.

Sob o pseudônimo ele lançou neste semana um clipe da canção, conhecida dos (poucos) shows da banda e que recentemente foi gravada pela baterista-mirim Duda Henklein e sua mãe, Mel Plenz. O cerne da letra critica o machismo e o preconceito, mas o vídeo (dirigido por Menderson Madruga) ataca outros males da sociedade, como a fome, a violência e a alienação.

&feature=youtu.be

Além de Zuchi nos vocais, "Respeito" conta com André Steuernagel (bateria), Júlio César (baixo e guitarra) e Alexandre Franz (harmônica), além de um coral de crianças.