Jaraguá do Sul pode passar o segundo ano sem a tradicional festa dos atiradores, segundo o presidente da comissão organizadora da festa, Alcides Pavanello. Mas o evento, a segunda maior festa do tiro no globo, conforme a organização, pode ter um evento simbólico ou reduzido ainda este ano, enquanto a festa de fato pode ter que ficar para o ano que vem.

"Não existe nada definido em relação a isso ainda. Se a situação assim o permitir, talvez façamos alguma coisa para lembrar a data. Mas nada de dança por exemplo", explica Pavanello. .

Em abril, a Prefeitura de Jaraguá do Sul anunciou oficialmente o adiamento da 32ª Schützenfest, que aconteceria em novembro de 2021, para o ano seguinte. Segundo Pavanello, a decisão se devia às incertezas quanto aos prazos de imunização de toda a população e também leva em conta os prazos legais para o lançamento dos editais necessários à organização do evento.

A organização da Schützenfest está montando um grupo de trabalho para estudar a possibilidade de realizar o evento em "alguma forma" este ano, mesmo que reduzida ou simbólica. "Estaremos reunindo um grupo de pessoas para discutir isso em conjunto. Nada é decidido sozinho", frisa Pavanello.