Os telefones pré-pagos de todo o país terão que passar por um processo de recadastramento. Este ano, as operadoras TIM, Vivo, Claro, Oi e Nextel começaram a recolher dados dos donos das linhas, como nome completo, endereço e número de documentos.

O procedimento faz parte de uma estratégia maior, que quer diminuir o uso desse tipo de telefone por criminosos, que cadastram inúmeras linhas para serem usadas em diferentes tipos de golpe.

É uma tentativa, também, de estabelecer um maior controle sobre velho problema do uso de celulares em presídios. O processo de recadastramento começou pelo estado de Goiás.

Os usuários receberam um SMS solicitando que entrassem em contato com as operadoras para atualização dos dados.

A partir do dia 31 de julho, usuários de mais nove estados começam a receber os pedidos de recadastramento.

São eles: Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Acre, Distrito Federal, Rondônia e Minas Gerais.

Após o dia 2 de setembro, os demais estados também entram no processo. As linhas que não forem recadastradas deixarão de funcionar.

 

Com informações do Olhar Digital

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?