Uma petição na internet com mais de três mil assinaturas está pedindo a transferência da ursa Marsha para um santuário. Ela mora no Parque Zoobotânico de Teresina, no Piauí, após ter sido resgatada de um circo na cidade de Manaus, Amazonas. A Confederação Brasileira de Defesa Animal, CONFAOS Brasil, que encabeça a petição, alega que o animal de origem canadense sofre com as altas temperaturas.

Com 26 anos, a ursa é da espécie parda e pesa 210 kg. Marsha experimenta temperaturas que beiram os 40 graus em determinados meses do ano. Segundo os organizadores da petição, essa situação é totalmente inadequada para o bem‐estar da espécie.

A ideia é levar a ursa para um santuário, em São Paulo, ou o zoológico de Pomerode. A temperatura no zoológico de Pomerode será mais amena. Sendo assim, seu sofrimento seria menor até que uma transferência para fora do país seja arranjada.

Veja o vídeo oficial da campanha de transferência:

Para assinar a petição e reforçar o apelo para a transferência da ursa para o zoológico de Pomerode, clique aqui.

Fonte: Cidade Verde