A rota entre Curitiba e Morretes, no Paraná, terá um vagão ferroviário de luxo, com varanda panorâmica, que será colocado em operação em março, tendo capacidade para transportar 32 passageiros.

Produzido originalmente em 1954, o carro de passageiros foi comprado em um leilão no Espirito Santo (ES) e batizado de Barão do Serro Azul.

O nome é uma homenagem a  Ildefonso Pereira Correia, maior produtor de erva-mate do mundo e que foi morto durante a Revolução Federalista na ferrovia entre Paranaguá e Curitiba.

O custo para ser colocado em operação chegou a R$ 530 mil, de acordo com a Serra Verde Express.

O valor é semelhante aos gastos por entidades de proteção como a ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária) para recuperar carros de passageiros.

Fonte: Folha de SP

 

Quer receber as notícias do Por Acaso no WhatsApp? Clique aqui!