Dentro do projeto CineSesc, a unidade de Jaraguá do Sul exibe nesta semana quatro documentários que tratam de temas densos e mesmos aludindo a fatos do passado, ainda são bastante atuais e dignos de reflexão. A programação começa nesta segunda-feira (8) e vai até quinta (11), sempre às 19h e com entrada gratuita. Confira os títulos:

Segunda, dia 8 - "SER TÃO VELHO CERRADO" (livre)

Os moradores da Chapada dos Veadeiros, preocupados com o fim do Cerrado em Goiás, procuram novas formas de desenvolver a região sem agredir o meio ambiente em que vivem.

O desafio, agora, é conciliar os interesses relacionados ao manejo da Área de Proteção Ambiental do Pouso Alto. Para isso, a comunidade científica, grandes proprietários de terra e defensores do meio ambiente iniciam um diálogo delicado, mas necessário.

Terça, dia 9 - "CORATIO" (14 anos, foto no alto)

Qual é o fio que liga a repressão do passado, as violações da ditadura militar, com a violência que vivemos hoje? O que a tortura, a violência praticada pelos militares têm a ver com o genocídio da população negra e periférica?

O filme Coratio provoca a reflexão sobre a continuidade da violência por parte da polícia e de como a impunidade com os crimes do passado permite que a repressão se perpetue.

Coratio: trata dos 30 anos do lançamento do livro Brasil Nunca Mais, um marco na luta pelos direitos humanos no Brasil. A ideia do Nunca Mais era tentar garantir que a tortura e o desrespeito aos direitos humanos praticados por agentes do Estado não acontecessem mais.

Três décadas depois do lançamento ainda não podemos dizer "nunca mais" para a tortura e a violência.

Quarta, dia 10 - "SÃO PAULO EM HI-FI" (14 anos, foto acima)

Documentário histórico que resgata a era de ouro da noite gay paulistana, fazendo uma viagem pelas décadas de 1960, 70 e 80 – a bordo das lembranças de testemunhas do período, trazendo à tona as casas noturnas que marcaram época, as estrelas, as transformistas, os heróis e até os vilões: a ditadura militar e a explosão da aids.

Quinta, dia 11 - "O CINEMA ME TROUXE AQUI" (livre)

Selecionado para participar de um festival internacional, o diretor Valter Rege procura apoio para fazer a viagem. Sem sucesso, inicia uma vaquinha online, onde consegue não apenas o dinheiro para realizar a viagem, mas, apoios importantes que garantem meios para que o diretor registre toda viagem! Dessa viagem, nasce um registro instigante de como os sonhos são aniquilados se você for preto, pobre e gay!