A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer promove nesta segunda-feira (13), às 19h30, no Museu Histórico Emílio da Silva, a abertura da Semana da Consciência Negra e a exposição Africanidades. A Semana da Consciência Negra acontece no período que inclui o dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, data da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. Zumbi foi líder do Quilombo de Palmares e é reverenciado como alguém que lutou pela liberdade e como símbolo de liberdade. O Dia da Consciência Negra representa a resistência do negro contra a escravidão desde o primeiro transporte de africanos para o solo brasileiro (1549). Projeto sobre a consciência negra Desenvolvido pela professora Sandra Regina do Espírito Santo com as crianças da turma de Maternal II do CMEI Guilherme Tribess, no bairro São Luís, o projeto “Consciência Negra” abordou o tema da valorização das diferentes raças, tendo como objetivo refletir sobre a importância da cultura negra para a valorização da diversidade de raças e costumes advindos dessa cultura existentes no meio social. Como parte do projeto, na semana passada, as crianças assistiram a uma apresentação sobre o tema, coordenada pela professora Cleonice de Oliveira Lorencini, do Curso de Magistério da E.E.B. Heleodoro Borges. O projeto desenvolvido no CMEI terá um estande na exposição “Africanidades”, no Museu Emílio da Silva, mostrando as ações pedagógicas realizadas com as crianças. A exposição abre na noite desta segunda e segue até o dia 8 de dezembro. LEIA MAIS: Para combater preconceito e levar a cultura afro, “Vovó Mafalda” vai percorrer escolas em Jaraguá *Com informações da Prefeitura de Jaraguá do Sul