A Comissão Central Organizadora (CCO) da 28ª Schützenfest apresentou nesta quarta-feira (30), o balanço geral dos números da festa. O relatório foi apresentado à imprensa da região os números finais, financeiros e de público, para prestar contas à comunidade.
O prefeito Dieter Janssen iniciou a coletiva agradecendo a população que compareceu massivamente à festa, mesmo em período de crise financeira. Prova disso foi o lucro de R$ 77.319,90 que a Schützen teve, público total de 85.369 pessoas e saldo de 104.506 tiros disparados. Mas o mais importante, na opinião da comissão organizadora, foi a credibilidade da festa, a participação das famílias e o resgate da tradição alemã.
img_0239
“Estamos orgulhosos da Schützenfest. Agradecemos à comunidade, que prestigiou a festa, às pessoas envolvidas que trabalharam na festa, e a todos os que enviaram comentários, elogios e sugestões. Estamos muito felizes com essa edição”, comentou Sidnei Lopes.
Entre outras exclusividades, a festa de 2016 contou com a presença do medalhista de prata nas Olimpíadas Rio 2016, Felipe Wu, do destaque nacional no tiro Samuel Lopes, e com um chope feito especialmente para a festa, o Schützenbier, que, de tanta procura, acabou antes mesmo de terminar a festa.
Confira abaixo os principais números da 28ª Schützenfest.
-Tiros disparados: 104.506
-Público total: 85.369 pessoas (sendo 74.549 pessoas na festa e 10.820 nos desfiles, tiro da imprensa e eventos ligados à festa)
-Dia de maior público: 20 de novembro (domingo), último dia da festa – 11.165 pessoas
-Refeições servidas no restaurante típico: 4.440 refeições
-Chope: 106.560 copos de chope comercializados
-Receita bruta da festa: R$ 1.130.579,82
-Despesa bruta da festa: R$ 1.053.259,92
-Superávit: R$ 77.319,90 (fica aplicado em conta da Fundação Cultural para a próxima edição da festa)
-Data sugerida para a 29ª Schützenfest: 9 a 19 de novembro de 2017
O número de público supera o balanço do ano passado, fechando na participação de 70.924 pessoas. Já no tiro, os números também superam a  edição passada, quando foram contabilizados 67.284 tiros.