1 - Cinema alemão
No ciclo dedicado ao cinema contemporâneo da Alemanha, a 33ArtHouse exibe nesta sexta dois dramas. O primeiro é “Yella” (2007), no qual a personagem-título Yella se afasta do marido possessivo e violento para tentar a sorte em outra cidade. Conhece Phillip e começa a trabalhar, mas seu passado volta a atormentá-la. Na sequência, “Lugar Nenhum na África” (2001), sobre a família de um advogado que se muda para o Quência pouco antes de estourar a 2ª Guerra Mundial. Todos se adaptam a língua e aos costumes locais e aprendem a amar a nova terra, mas pouco antes do fim da guerra, Walter recebe a proposta de voltar à Alemanha.
Quando: sexta (12), às 19h e 21h, na 33Arthouse.


2 - Cachorro do Mato
A banda Cachorro de Mato volta à Casa 97 para oferecer momentos de indie folk de personalidade sempre serena, mesmo nos momentos mais sacolejantes. Com letras em português, Jean Reek e o fiel escudeiro Paulo César Júnior apresentam músicas trazem histórias que remetem um tempo de guerra, conflitos, perdas, retornos e amor, presentes no EP lançado no final de 2017. A noite ainda conta com a estreia no palco do trio The Pancake Club, tocando pepitas do indie rock.
Quando: sexta (12), às 19h, na Casa 97 (rua Arco-íris, 97).

3 - Documentário
"Mulheres no Cárcere: onde estão suas/seus filhas/os?” é um mini-documentário que conta a história de Diane, que ficou até o quarto mês de gravidez em um presídio, sem assistência médica e sem encontrar sua filha. Ela foi uma das beneficiárias da prisão domiciliar, garantida por lei a mulheres gestantes ou mães de crianças em até 12 anos e de pessoas com deficiência. Após a sessão, acontece uma roda de conversa com convidados ligados ao tema.
Quando: sexta (12), às 19h30, no Sesc Joinville.

 

4 – Rubel (foto no alto)
O cantor e compositor carioca Rubel é uma estrela em ascensão dessa MPB indie que alcança os corações dos jovens adultos com canções serenas a respeito do amor e coisas rotineiras. Ele tem dois discos nas costas, sendo que o segundo, “Casas” (2018), traz participações de Emicida e Rincon Sapicência, emplacou faixas na novelinha “Malhação” e na série “Onde Nascem os Fortes” e foi indicado ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Rock ou Música Alternativa em Língua Portuguesa.
Quando: sexta (12), às 20h, no Teatro CNEC.

 

5 – Rock Solidário
O evento no Mercado Público é uma ação da Associação dos Músicos de Joinville (Amuj) e contará diversas entidades assistenciais da cidade comercializando produtos em barracas e estandes. Toda a renda será revertida para a manutenção dos trabalhos dessas entidades. No palco, a diversidade sonora fica por conta de Bendito Bem, Somaa, Mosaico Adulto, Betinho e Banda Paratodos, Mad Head Machine, Claudio Ramalho, Sultana, 5º Elemento, Raiz Vital e Nega Jurema.
Quando: sábado (13), a partir das 14h, no Mercado Público de Joinville.

 

 

6 – Sábado Alternativo
A L3 Produções retorna com o Sábado Alternativo numa edição especial voltada ao rap de cunho feminista, em parceria com a Rios Produtora Latino-americana. Assim, quem vem direto do Mato Grosso é a MC, cantora, compositor e poetisa Pacha Ana. Quem também comparece é a MC Versa, de Florianópolis, e a MC Amazona, de Joinville, além da DJ Tha Redig, de Curitiba.
Quando: sábado (12), a partir das 15h, na sede da L3 Produções (rua Porto União, 1.180).

 

7 – Teatro infantil
Lançando mão do teatro de bonecos, a Essaé Cia. apresenta sua adaptação da conhecida fábula de João e o Pé de Feijão. Depois que roubaram a Harpa da Alegria, o Vale Feliz mergulhou na tristeza. Ao vender sua vaquinha para comprar comida para a sua família, João acaba trocando-a por três feijões mágicos que germinam e crescem até as nuvens. Lá em cima, João consegue resgatar a Harpa e ainda libertar a Galinha dos Ovos de Ouro, trazendo de volta a alegria ao Vale Feliz.
Quando: sábado (13), às 16h, no galpão da Ajote.

8 - “O Inimigo do Povo”
No texto escrito em 1882 pelo norueguês Henrik Ibsen e levado ao palco pela Cia. Rústica Teatral, a história se passa em uma pacata cidade na costa da Noruega, onde o Dr. Thomas Stockmann acaba de fazer uma importante descoberta: as águas do balneário local, base da economia da cidade, estão infectadas. Sob forte represália do prefeito - seu irmão Peter - Thomas decide revelar a notícia à população, ainda que o futuro de sua família e sua reputação estejam ameaçadas.
Quando: sábado (13) e domingo (14), às 20h, no galpão da Ajote (Cidadela Cultural).

9 – Os Depira
No Dia Mundial do Rock, a banda Os Depira – talvez a mais amada banda autoral de Joinville - toma de assalto o palco do Sesc de Joinville para um show especial, no qual tentará equilibrar um set list que contemple seus 19 anos de atividades. O quarteto também promete versões para músicas de outras bandas locais, e para tanto contará com convidados ilustres.
Quando: sábado (13), às 20h, no Sesc Joinville.

 

10 – Hamen
É no Porão da Liga que a banda joinvilense de metal sinfônico Hamen lançará oficialmente seu primeiro disco, “Unreflected Mirror”. Os ingressos são gratuitos, mas devem ser retirados previamente nas lojas Rock Total Discos e Graves e Agudos. Além do show, a Hamen também realizará um workshop de produção musical, ministrado por Matheus Maia, baixista e produtor de “Unreflected Mirror”. O minicurso será realizado no Estúdio Mário Lima no sábado (13), a partir das 9h. São dez vagas gratuitas e os convites estão AQUI.
Quando: domingo (14), às 20h, no Porão da Liga.

 

11 - Fotografia
Capturar sentimentos e expressões que revelem a energia das pessoas em um resultado belo e autêntico é uma habilidade que um fotógrafo precisa ter para registrar eventos especiais de cada família. Uma gravidez, o desenvolvimento de um bebê ou momentos de alegria que a fotografia tem a capacidade de resgatar e trazer a tona o significado de uma época importante. Durante o mês de julho, Andréia Isleb mostra em uma exposição sua capacidade de construir imagens que registram o estilo de vida de cada pessoa que se depara com sua lente.
Quando: até 31 de julho, no Garten Shopping.

12 – Escultura
Com a intenção de estimular a produção artística de Joinville, a AAPLAJ segue com um novo movimento de criação de seus associados. A partir de reuniões e discussões sobre temas determinados, os artistas desenvolvem seus trabalhos. O desafio lançado desta vez foi a escultura. Aexposição coletiva Escultura – Estrutura traz uma diversidade de materiais e técnicas nos trabalhos de Adilson dos Santos, Andrey Roca, Asta dos Reis, Danuzia Monteiro, Denise Torrens, Katia Schmitz, Lairton Valentin, Leia Caron, Linda Poll, Marc Engler, Marcia Lepage, Mirian Puerta, Regina Marcis, Renata Lepage, Roseana Harger, Roseli Sartori, Rosi Costa, Sol Prata e SoniaRosa.
Quando: até 29 de agosto, no galpão da Aaplaj (Cidadela Cultural).