Escola Municipal é agraciada com dois projetos do Sindec

Escola Municipal é agraciada com dois projetos do Sindec

O teatro, a música e a dança vão integrar as atividades de contraturno dos alunos da escola Caic Professor Desembargador Francisco José Rodrigues Oliveira, no bairro Comasa. A escola vai desenvolver ao longo desse ano dois projetos aprovados pelo Simdec (Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura):  projeto Jovens Atores e projeto da Banda de Percussão Marcial.
Para marcar o lançamento das atividades, a direção da escola realizou nesta segunda-feira (12), em dois períodos, apresentações de teatro e da banda de percussão marcial, com a participação de alunos, pais e representantes da Secretaria de Cultura e Turismo. O teatro foi com a atriz e produtora cultural Daniele Pamplona, que será a responsável pela atividade de teatro na escola.
A diretora da escola Jurcélia da Silva disse que o início dos dois projetos representava a realização de um sonho. Ela lembrou que a unidade desenvolve outros projetos no contraturno escolar, como o Canto na Escola, Dança na escola, Atelier de artes, karatê e o Mais Educação.
Essas ações, lembra a diretora, é uma oportunidade de desenvolvimento para os alunos e também uma forma para que as crianças se sintam valorizadas. “Se nós não os mantivermos aqui na escola, outros vão ocupá-los”, acrescentou a diretora.
Jurcélia destacou o apoio das empresas Tupy e Tigre, por meio do Instituto Carlos Roberto Hansen, que patrocinaram os dois projetos.
De acordo com a produtora cultural Daniele Pamplona, o objetivo do teatro na escola é ajudar a melhorar o rendimento escolar, aumentar a autoestima dos alunos, contribuir para o desenvolvimento da capacidade de comunicação e expressão e criar um repertório artístico e cultural.
Até o final do ano será montada uma peça para apresentações na própria escola e em unidades próximas. Os ensaios serão sempre as sextas-feiras, com turmas do 1º ao 3º ano, do 4º ao 5º ano e do 6º ao 9º ano. Ao todo serão 100 vagas disponíveis. Se a procura for maior que o número de vagas, haverá um processo de seleção.
A banda de percussão marcial já existe na escola há 23 anos. Mas a ação era desenvolvida apenas nos meses de julho, agosto e setembro, preparatório ao desfile de 7 de setembro.
Com o projeto do Simdec, será possível a compra de novo figurino, novos instrumentos e a contratação do maestro e do coreógrafo. “É uma oportunidade de crescimento para todos”, comemora a diretoria.
* Com informações da Secom/Prefeitura de Joinville