É muito bom ficar nas redes sociais, concorda? Com tantas opções que a tecnologia proporciona como parar este mundo tecnológico normal e viver no mundo paralelo de um estudante pré-ENEM/vestibular?
Para a professora do curso de Administração da Católica de Santa Catarina em Jaraguá do Sul, Ana Célia Bohn, neste período o estudante precisa planejar, ter paciência e priorizar o que é mais importante na vida – nesse caso, ser aprovado no curso desejado. “Pense que é um período com tempo certo para acabar, desde que você se esforce muito nessa empreitada”, comenta.
Confira algumas dicas da professora Ana Célia para dar um “upgrade” nos estudos:
1) Aproveite a tecnologia a seu favor. No trânsito, no intervalo, a qualquer hora, leia, ouça, faça. Seu tempo é o seu bem mais precioso;
2) Encontre formas que se adequam ao seu jeito de aprender. Se você é mais auditivo, baixe o aplicativo em seu celular que permita ouvir aulas, principalmente de história e geografia (há sites como o veduca.com que contém aulas de todas as áreas do conhecimento); se você é mais visual, baixe livros em aplicativos e estude gramática e literatura; caso tenha dificuldade em exatas, assista às aulas dos conteúdos específicos pelos tutoriais do Youtube e pratique os cálculos por meio de provas dos concursos anteriores, disponíveis nos sites das universidades de seu interesse ou, no INEP (no caso do Enem).
3) Tenha uma escrivaninha ou mesa adequada para estudar.
4) Se estiver no cursinho preparatório, concentre-se. Não permita que as redes sociais te distraiam. Você manda nelas, não o contrário. Seja você o dono de seu tempo.
Florianópolis – 31.07.09 Rep. Nanda Gobbi – Foto Diego Redel – Geral Assunto: Simulado Prova do Enem Personagens: Alunos do ensino médio fazem teste proposto pelo Diário Catarinense.
Foto: Diego Redel –
5) A cada hora ou hora e meia de estudos, dê uma parada para um descanso de 10 minutos. Levante, caminhe um pouco, tome água (hidratar-se é fundamental), coma frutas e “dê uma passadinha” rápida nas redes sociais.
6) Se você trabalha, não deixe de estudar. Se você pode só estudar: estude, estude e estude. Veja o quanto estão concorridos os melhores cursos, partindo do pressuposto das Medicinas, Engenharias, Odontologia, Direito e afins. Perceba que desleal é a concorrência. Confira aqui quais são os cursos mais procurados.
7) Estabeleça prioridades com o orçamento que dispõe. Se você se abstiver de consumir coisas e viver dentro de um contexto orçamentário restrito, no qual, seus pais ou tutores lhes proporcionarem a condição básica para viver, ou seja, o que é preciso (e não o que se quer), como: cama quentinha, roupas lavadas, alimentação, sustentação emocional, apoio, carinho e amor, do que mais você precisa? Precisa estudar! Estudar para retribuir a seus pais e a si mesmo a condição de avançar esta etapa.
8) Faça exercícios antes de ir ao trabalho e, se não pode pagar uma academia ou alguma modalidade esportiva, vá a pé e retorne da mesma forma; alimente-se à base de frutas, verduras, alimentos saudáveis e beba muita água.
9) Chegando em casa, relaxe um pouco, tome um bom banho e vá estudar. Organize um cronograma de estudos e o refaça semanalmente, conforme você avança nos conteúdos. O ideal, para quem trabalha, é estudar quatro horas por dia. Para quem não trabalha, o estudo pode ser dividido em dois turnos: de manhã, exatas; à tarde, humanas ou gramática. Domingo, permita-se uma folga, um descanso.
10) Qualquer profissão que você escolher terá oportunidade aqui no Brasil ou fora dele. Bastam alguns cliques, contatos virtuais, visitas aos sites de seus interesses e disposição para mudanças e internalização de novas culturas. Tudo depende do teor de seu esforço e comprometimento com o que está fazendo.
-
Foto capa: Divulgação