Radesh e Indira estão prestes a completar três meses | Fotos Miranda/Divulgação

Radesh e Indira estão prestes a completar três meses | Fotos Miranda/Divulgação

O zoológico do Beto Carrero World, em Penha é o lar de novos integrantes. O nascimento da primeira ninhada de tigres brancos reproduzidos em cativeiro no Brasil está completando três meses e já podem ser vistos pelo público.

A chegada de Radesh, Indra e Indira – dois machos e uma fêmea – foi mantida em sigilo pelo parque para que a mãe, Amal, se adaptava aos filhotes.

Enquanto isso, os técnicos observaram cada passo dos felinos para garantir o entrosamento entre a mãe e os bebês.

Segundo a coordenadora do zoo, a bióloga Kátia Cassaro, a adaptação não é simples, já que no mundo animal as mães costumam abandonar os filhotes com facilidade.

“Amal deu sinais de inexperiência. Vez ou outra derrubava ou tropeçava nos tigrinhos — tudo observado de perto pela equipe do zoo. Mas, aos poucos, encaixou-se no papel de mãe. Criamos os filhotes na mamadeira quando as mães rejeitam e não querem. Se ela resolve tomar conta, ninguém cria melhor do que ela”, diz Kátia.

Segundo a bióloga, foi um desafio encontrar os animais para procriação, foi preciso uma pesquisa de dois anos, em todo o mundo, até encontrar Ravi, o pai dos filhotes que veio de um zoológico da Alemanha em 2016. Três meses depois chegaram as fêmeas, Amal e Rahny, vindas de um zoo da Argentina.

Como tigres são animais solitários e territorialistas, por isso foi necessário um período de quatro meses de adaptação para que os três pudessem viver juntos.

Outro problema encontrado pela equipe do parque foi uma normativa do Ibama que determina que todos os felinos do território brasileiro façam vasectomia para evitar a distribuição de animais em circos.

Para conseguir reproduzir, o parque precisou de uma autorização especial do órgão ambiental, depois de ter apresentado um plano de manejo.

Separados dos adultos

Quando a gestação de Amal foi confirmada, o zoo separou Amal de Ravi para que os filhotes não corressem riscos e por enquanto a mãe e os filhotes continuam separados dos outros tigres adultos.

Quando os filhotes completarem um ano, também serão separados da mãe e colocados em um recinto ao lado do atual que está sendo adaptado para receber os irmãos.

Curiosidades

  • Os filhotes de tigre branco já estão desmamando e experimentam novos sabores. A alimentação diária são porções de carne ou frango, enriquecidas com suplementos como cálcio e taurina;
  • Tigres brancos são da espécie tigre-real-de-bengala, natural da Índia. Eles não são albinos, mas a cor dificulta a vida na selva;
  • Apenas uma reserva no mundo, que fica na Índia, tem alguns tigres brancos vivendo na natureza;
  • O Beto Carrero World foi o primeiro zoo do país a ter tigres brancos. São Paulo e Brasília também importaram espécimes, mas ainda não tiveram êxito na reprodução.

Fonte: Gaúchazh

Quer receber as notícias do Por Acaso no WhatsApp? Clique aqui!