Quando esteve no País pela última vez, em 2015, o Pearl Jam pediu punição aos responsáveis pela tragédia de Mariana (MG) e chegou a anunciar que faria uma doação aos atingidos pela barragem. Nesta quarta (21), a banda voltou à carga ao aludir a outra vergonha brasileira: a violência no Rio de Janeiro. Horas antes de seu show no Maracanã, Eddie Vedder e cia. divulgaram um cartaz alternativo que mostra aves numa favela empunhando metralhadoras, no que pode ser uma menção tanto ao domínio dos traficantes nos morros quanto à intervenção militar na "cidade maravilhosa". Junto com a imagem, os dizeres: "Essa peça é uma homenagem ao Rio de Janeiro - particularmente às pessoas das favelas que, apesar da desigualdade obscena, encontraram um modo de construir cidades nas montanhas". A manifestação é coerente com o longo histórico de engajamento político e social do Pearl Jam, que, por sinal, acaba de soltar um single ("Don't Deny Me") que bate de frente com o presidente dos EUA, Donald Trump. Ainda assim, teve muita gente que desceu a lenha na banda nas redes sociais (onde o assunto continua rendendo às pencas), dizendo que ela desconhece a realidade brasileira, entre outras críticas. E você, o que achou da postura do PJ?