Duas jaraguaenses que mandam bem no breaking (dança de rua), estão prestes a representar Jaraguá do Sul no Batom Battle - Festival Nacional de Danças Urbanas, que vai acontecer entre os dias 14 e 16 de outubro, em Brasília. Mas para isso acontecer, as jovens Weslla Agostini, de 18 anos, e Karen Santos, 23, precisam do apoio da comunidade para conseguir custear a viagem à capital.

Esse evento é dedicado a todas as b-girls (dançarinas de breaking), e conta com a participação de mulheres do mundo todo. Elas vão competir na categoria competitiva 1 vs 1 b-girl, que consiste em uma batalha de "mata-mata" entre as 16 participantes inscritas. A premiação para as semi-finalistas é de R$ 500 e para a campeã é de R$ 3 mil. "Queremos participar este ano para mostrar que no Sul também tem a cultura do breaking", explica Weslla.

As b-girls Weslla Agostini e Karen Santos. Foto: arquivo pessoal
As b-girls Weslla Agostini e Karen Santos. Foto: arquivo pessoal

Desta vez, a viagem é longa e elas não conseguirão bancar tudo sozinhas, por isso lançaram uma campanha de contribuição espontânea para arrecadar o valor necessário de ida e volta. Os cálculos giram em torno de 1,5 mil se a viagem for de ônibus. "Sabemos que de avião é mais barato, na compra pela internet de madrugada, mas não temos cartão de crédito. Teríamos que emprestar de alguém que estivesse disposto a ajudar", comenta a jovem.

Além disso elas também estão correndo atrás de outras formas de arrecadação, como dançar nos sinaleiros da cidade e a busca de patrocínio nas empresas jaraguaenses. Também contam com um brechó pelo Instagram, o Brechoves, onde elas postam fotos das peças que estão à venda.

Para ajudar, basta depositar qualquer valor na conta:

Banco: Santander (033)
Agência: 1243
Conta Corrente: 01026967-9

Quem quiser entrar em contato para informar o depósito ou contribuir de outra forma, anota aí os telefones/WhatsApp: (47) 9643-7930 (Weslla) ou 9643-6894 (Karen).

Talento para o breaking

Quem costuma passar com frequência pelo calçadão, provavelmente já viu um grupo de meninas mandando bem na dança de rua. Elas treina toda semana na praça, em cima de um decorflex e com uma caixa de som. Além delas, também meninos que dançam. Todo domingo tem roda de dança na praça.

E pra quem ainda não conhece, aqui vai um pouquinho do talento da b-girl Lelinha:

https://www.youtube.com/watch?v=N5tjwihoMtE&feature=youtu.be

O que é o Breaking?

O Breaking (também conhecido como breakdance ou b-boying em alguns lugares) é um estilo de dança de rua que parte da cultura do Hip-Hop, criada por afro-americanos e latinos na década de 1970 em Nova Iorque, Estados Unidos. Atualmente o breaking é utilizado como meio de recreação ou competição no mundo inteiro.

fb_img_1452046771369

B-boy (menino que dança breaking) ou B-girl (menina que dança breaking) é o nome dado à pessoa dedicada ao breaking. Cada dançarino tem um "apelido" que identifica cada um no grupo; o da Weslla, por exemplo, é bgirl Lelinha, e a da Karen é bgirl Morena.

Legal, né? E alguém aí duvida do talento dessas meninas? :)

Fotos: Divulgação e arquivo pessoal