Em novembro do ano passado, o assassinato do taxista jaraguaense Allan Tietz comoveu o estado e colocou em evidência a violência que esta classe trabalhadora está exposta no dia a dia. Na esperança de melhorar a segurança dos taxistas da cidade, um programa de monitoramento foi lançado.

O "Táxi Seguro" nasceu da parceria entre os taxistas de Jaraguá do Sul e o 14º Batalhão de Polícia Militar. Conheça algumas das iniciativas que compõem o programa:

  • Cadastro voluntário de taxistas junto à PM;
  • Verificação das informações dos taxistas cadastrados;
  • Verificação das informações de ordenamento jurídico-municipal (em breve);
  • Identificação dos veículos que participam do programa com um adesivo;
  • Grupo de WhatsApp para troca de informações entre PM e taxistas.
Fonte: OCP Online