O Plano Municipal de Cultura será o tema da próxima Conferência Municipal de Cultura de Joinville, que provavelmente acontecerá em setembro do ano que vem. A decisão foi tomada na noite de segunda-feira (17), durante a reunião ordinária do Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC) no auditório do Museu de Sambaqui.

Transformado em lei em 2012, o plano traz o planejamento estratégico de uma década para o desenvolvimento da cidade no âmbito das artes e da cultura, com ações e propostas elaboradas por centenas de pessoas.

O plano já foi discutido na Conferência de 2015, e na opinião dos vários grupos, entidades e instituições representadas na reunião desta semana, precisa ser reavaliado.

“Infelizmente, o que temos visto nos últimos anos é que o Plano foi abandonado como política pública, tanto pelo executivo municipal, como pelo legislativo e até por agentes culturais. Trabalhar com o Plano ao longo de 2019, às vésperas dele completar uma década de criação, vai nos dar a possibilidade de revisitar nossa história recente, entender o contexto em que ele foi elaborado e avaliar, dentro do cenário atual (político, social, econômico e cultural), quais os rumos que pretendemos seguir, de forma coletiva, como cidade nas próximas décadas”, diz Iraci Seefeldt, jornalista, produtora cultural, atriz e conselheira de formação em cultura do CMPC.