A organização que regula a publicidade veiculada no Reino Unido, a Advertising Standards Authority (ASA), anunciou nesta quinta-feira (4), que a partir de agora, pessoas que tiverem mais de 30 mil seguidores vão ser consideradas celebridades.

Essa medida foi tomada não para aumentar o ego dessas pessoas, mas, para definir quem deve e não deve seguir as leis de publicidade nas redes sociais, já que a produção de conteúdo é feita de forma descontrolada.

Você deve estar se perguntando o porquê de tudo isso, não é mesmo? A nova definição de celebridade aconteceu por conta de um caso recém resolvido pela ASA.

Um perfil de Instagram com 37,8 mil seguidores estava fazendo propagandas de pílulas para dormir da Phenergan Night Time, mesmo havendo regras que proíbem a publicidade de medicamentos no Reino Unido.

A nova regulação da entidade permitiu que os anúncios fossem sujeitados às normas e banidos de acordo.

Além do banimento dos anúncios postados, a ASA ainda pediu uma garantia da Sanofi UK (dona da Phenergan) de que ela nunca mais vá usar influenciadores digitais para promover seus medicamentos no futuro.

Com isso, esses influenciadores passam a assumir a responsabilidade que tem com os seguidores, já que estes vão querer testar os produtos divulgados.

E se essa regulação chegasse ao Brasil, quais seriam as novas celebridades por aqui?

Fonte: B9

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger