A 29ª Schützenfest chegou ao fim no último fim de semana já deixando um gostinho do que será a próxima edição. Quebrando um jejum de 11 anos sem reinado do Clube Atlético Baependi, a jaraguaense Paula Pereira, 22 anos, foi eleita rainha da Schützenfest 2018 e será a responsável por representar a festa em suas comemorações de 30 anos. A missão é abraçada por Taís Welk, da Sociedade Salão Centenário, e Júlia Cristina Beuettgen, da Sociedade Ribeirão Grande da Luz, que foram eleitas como primeira e segunda princesas, respectivamente. Estudante de design de moda e praticante do tiro esportivo há alguns anos - ela nunca participou de competições oficiais pelo clube, mas coleciona medalhas conquistadas na Schützen -, Paula encarou o segundo concurso para rainha da Festa dos Atiradores. Em 2013, ela também representou o clube, do qual a família faz parte há mais de 30 anos, mas não ficou entre as majestades.
Estudante de design de moda e praticante do tiro esportivo, Paula encarou o segundo concurso para rainha da Festa dos Atiradores | Foto Eduardo Montecino/OCP
"Acho que da primeira vez nem sabia o que era realmente ser rainha da festa, porque era tudo muito novo - o fato de ser rainha da sociedade e também concorrer à da festa. Agora, eu senti que estava mais preparada, já conhecia as outras meninas e conhecia melhor a festa", disse. Uma forma de preparação da garota, segundo ela mesmo conta, foi conversar com as majestades deste ano e de anos anteriores da festa para saber como é ocupar o cargo. Conforme o diretor de tiro do clube, Mário Marangoni, a última rainha do Baependi eleita como representante da Schützen foi Flávia Cristina Passos em 2006. Depois disso, eles tiveram três princesas eleitas. "Me sinto muito feliz em representar meu clube de coração. Estavam contando mais com esse título do que eu, foi uma alegria porque além de ser um clube antigo e tradicional, estava há um tempo sem levar faixa e eu consegui", felicita a nova rainha. Ela confessa que a "ficha ainda não caiu", mas já sabe da responsabilidade que vem junto com a faixa e coroa. "Já conversei com o pessoal da organização e sei que o trabalho vai ser grande, por serem 30 anos da festa vai ter mais responsabilidade do que agora, mas tenho certeza que vamos superar o número de público. Nosso trio está bem confiante", estima a nova rainha. Para ela, o trio tem a missão de levar a festa ao maior número de pessoas possíveis afim de dar sequência à tradição alemã, sempre com simpatia e carisma. Veja a coroação das novas majestades da 30ª Schützenfest: https://www.facebook.com/ocorreiodopovo/videos/1744167478928362/   Ináurea Schmidt e Walmir Bahr voltam ao reinado Os atiradores Fábio Vinícius Dematté e Valéria Westphal Bargen, do Clube Atlético Baependi, se despediram no último dia de Schützenfest do reinado da Festa dos Atiradores. Eles passaram a faixa de Rei e Rainha dos Atiradores para Walmir Bähr e Ináurea Reinke Schmidt, 37 anos, da Sociedade Independência. A dupla, que já havia dividido o reinado em 2013, agora tem a missão de levar a tradição que os envolve e representar os atiradores na 30ª edição da festa em 2018.
Walmir Bähr e Ináurea Reinke Schmidt, da Sociedade Independência | Foto Divulgação
Na competição entre as sociedades, Walmir atingiu 637,4 pontos e conquistou a coroa. Já Ináurea garantiu a faixa com a marca de 632,4 pontos. A nova rainha conta que a disputa foi acirrada, ainda mais que, durante a competição, ela estava grávida e teve uma menina, que hoje está com sete meses. "Estou muito feliz porque foi uma disputa difícil em todas as etapas, passei por altos e baixos, mas não deixei de participar de nenhuma disputa. Quando o tumulto passou, foquei em tentar recuperar os pontos perdidos e aí no último campeonato, faltava dois pontos para conseguir ganhar de quem estava na frente, e disse "vou com força, foco e fé" e consegui", relembra. Para ela, é gratificante dividir o reinado novamente com Walmir e representar, além de todos os atiradores, a Sociedade Independência. "Estou muito lisonjeada porque 2013 foram as Bodas de Prata da Festa, agora são novas bodas e tenho certeza que vou fazê-la com muita alegria", diz. Além deles também foram premiadas majestades de outras cinco categorias: carabina ar seta juvenil e adulto (masculino e feminino), carabina ar chumbinho juvenil e adulto (masculino e feminino), e carabina 22 adulto (masculino e feminino). Confira a lista dos premiados Organização pensa na próxima Schützenfest A 29ª edição da Festa dos Atiradores mal terminou, mas as comemorações de 30 anos de Schützenfest, que devem ser celebradas de 8 a18 de novembro de 2018, já movimentam a organização. Ainda sem um balanço oficial, a Comissão Central Organizadora (CCO) estima que 91,238 mil visitantes circularam pela festa, eles foram responsáveis por disparar cerca de 88,8 mil tiros e consumir mais de 118 mil copos de chope. LEIA MAIS: Schützenfest encerra com recordes de números Tal sucesso, segundo a secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Natália Lúcia Petry, deve ser repetido com ainda mais força no próximo ano. "O resgate da tradição germânica, adotado com mais ênfase desde 2015 com a nova roupagem, foi algo que se consolidou ainda mais nessa edição e agora nossa responsabilidade é ainda maior em mantermos a festa nesse nível. Acreditamos que feita essa avaliação, nós já estaremos trabalhando para a 30ª edição, onde com certeza teremos que inovar para celebrarmos os 30 anos da festa", enfatiza. A secretária comenta que ainda não há nada certo para a edição de 2018 - primeiro irão fazer um balanço da edição atual e identificar os erros e acertos de cada segmento da festa - porém no próximo ano deve ser feito um regate histórico da Festa dos Atiradores e as licitações devem iniciar mais cedo, para garantir o melhor encaminhamento da 30ª edição.