Os arquitetos italianos David Cirocchi e Plinio Vanni, projetaram uma nova estrutura enraizada na água para abrigar kite surfistas nos lençóis maranhenses no Brasil. O projeto aparece ao visitante como um oásis entre lençóis brancos de areia e formas sinuosas de azul.

Foto divulgação

Os três fragmentos de David Cirocchi e Plinio Vanni parecem separados, mas na verdade, estão unidos pelo elemento natural: areia. As estruturas gravam a água azul. Por uma descida de areia, os visitantes são conduzidos ao nível do fundo do mar chegando ao pátio que ilumina os aposentos que seguem um corredor terminando com uma área coberta, que abriga as áreas comuns. O caminho sobe ao nível da água acima de uma plataforma de areia da qual é possível iniciar o kitesurf.

A pesquisa e o trabalho arquitetônicos dos designers estão focados em uma espacialidade essencial, livre de excessos, onde luzes e materiais dão vida ao espaço interior. O conceito de 'espaço vazio' é reinterpretado como um espaço à espera da medida do homem que irá utilizá-lo. Com base nesta abordagem, eles projetaram este conceito de caixas para kitesurfistas com raízes profundas na areia e no mar.