O GATS, companhia de teatro jaraguaense fundada em 1987, anunciou o encerramento das suas atividades. O grupo, que completou 30 anos em 2017, culpa a falta de apoio à cena cultural na cidade e a perseguição política como principais motivos para o fechamento.

Veja o comunicado de encerramento do GATS:

Em 1987 nascia o Grupo com o objetivo de fomentar e disseminar o teatro e formar novos atores, através de apresentações de peças e com o Curso de Teatro. Nestes 30 anos, criamos um vasto repertório artístico. Desenvolvemos e colaboramos com vários projetos entre eles: A Escola vai ao Teatro, Festival de Formas Animadas, Cultura Artística ao Cidadão, Pesquisa Móin-Móin, Oficinas e Curso de Teatro, Projeto Teatro nos Bairros, A Escola é o Palco e a realização do Festival Teatro Vivo.

A partir de 2000, preocupados com os rumos da cultura em nossa cidade, viabilizamos fóruns, debates, encontros, saraus, dentre outros, sempre em parceria com artistas e grupos de todas as áreas e entidades culturais, iniciando ali a discussão de políticas culturais para a cidade, o que nos levou ao amadurecimento e ao questionamento dos modelos que queríamos para nós e para a cidade, inclusive culminando com a saída da instituição SCAR, da qual fazíamos parte na época.

Assim, com muito trabalho e apoio de amigos e parceiros, constituímos a nossa sede teatral, na Av. Marechal Deodoro, no centro de Jaraguá; o Grupo foi Declarado Entidade de Utilidade Pública por Lei Municipal (3.900/2005); Recebemos a chancela de Ponto de Cultura Teatro Vivo (2008) e tornamos a sede também em Cine Clube Teatro Gats (2010), ambos por Edital do Ministério da Cultura - MinC. Em 2012 realizamos um intercâmbio internacional com a Cia Is Mascareddas, da Itália, através de Edital de Passagens do MinC; e em março de 2013, inspirados no intercâmbio e no espaço italiano que visitamos, transformamos nossa sede no Teatro de Bolso Gats.

Participamos de vários Editais de Cultura, Mostras e mais de 30 Festivais de Teatro nacional e internacional, onde conquistamos prêmios, levando sempre o nome da cidade e do Estado. Aperfeiçoamos nossa arte teatral para atender também as empresas com os eventos, com peças, personagens e intervenções artísticas para apresentar no ambiente corporativo. Mesmo com todas as dificuldades de mercado e da economia, com esforço conseguimos manter todas as atividades até 2016.

A partir de 2017, com a atual administração pública e a nova câmara municipal, Jaraguá do Sul vem sofrendo um declínio sem precedentes em áreas estratégicas, como Educação, Saúde e Cultura (que é a nossa área). Uma cidade que ao longo dos anos evoluiu de tal forma na área cultural, que graças aos feitos de toda a classe artística local engajada e participativa em fóruns e debates, colaborou para a criação e implementação do Sistema Municipal de Cultura, servindo de exemplo para outras cidades e conquistando, inclusive, um Prêmio Estadual de Políticas Culturais, porém com essa atual administração municipal, a cidade regrediu 20 anos culturalmente falando.

Em alguns meses nessa administração, Jaraguá perdeu sua Fundação Cultural, o Fundo de Cultura, os Editais de Incentivo à projetos, a autonomia do Conselho Municipal de Cultura e as Bolsas de Estudos para a comunidade, que devido a falta de visão e sensibilidade para o aspecto sócio cultural das Bolsas que foram limitadas àpenas duas escolas.

Não bastasse todo esse desmanche na área, nosso Grupo vem sofrendo perseguição política, porque sempre deixamos claro nosso posicionamento político cultural na cidade, vejam como exemplo o apoio que demos no embate dos servidores públicos no início de 2017, isso nos levou a sofrer uma devassa pela fiscalização da prefeitura, valendo-se de leis e normas para justificar multas e penalidades insustentáveis para um grupo de teatro.

Diante de todas essas circunstâncias, ficou impossível praticar nosso ofício nesta cidade, e assim, chegamos ao fim mais uma etapa de nossas vidas. Não vamos chorar, porque estamos mais maduros, mais conscientes, e talvez por isso entendemos o quanto distribuímos alegria e conhecimento durante nossa “Vida de Fazer Teatral” e queremos agradecer aos nossos verdadeiros amigos que ao longo destes anos estiveram junto, colaborando ou simplesmente torcendo por nós.

Para "comemorar" o encerramento das atividades, o GATS promove um "festelório" nesta quarta-feira, 29. Confira mais detalhes:

Foto destaque: Viviane Bertholo