Tema sempre recorrente nos tempos em que vivemos, a xenofobia é discutida numa atmosfera artística com a exposição “Imigração: Por um mundo sem fronteiras”, que abre nesta sexta (23) na Galeria Transarte, em São Paulo. Dentre os cinco artistas selecionados (foram mais 450 inscritos) está o joinvilense Sérgio Adriano H., que participa com o projeto Ruptura do Invisível, uma fusão de exposição com ação urbana. Nela, Sérgio usa imagem de suas séries de fotografia Preto de Alma Branca e Branco de Alma Preta, inseridas em buracos e fissuras de muros e paredes. Fotografadas, as novas imagens repercutem a questão: o que é invisível na sociedade? Projeto premiado no Edital Elisabete Anderle, Ruptura do Invisível percorrerá quatro cidades catarinenses em agosto.