Assim que ficou disponível para download aqui no Brasil, há pouco mais de uma semana, muitas pessoas aceitaram a proposta do game Pokémon GO: sair pelas ruas para se divertir na caçada dos diversos bichinhos poderosos, e se tornar um grande Mestre Pokémon.
Pra quem assistia o desenho, o jogo é um prato cheio para voltar à infância. Mas, se a gente tem tempo para "caçar Pokémons", tem desculpa ainda pra dizer que não tem tempo de estudar, ficar com a família, sair com os amigos...?
É essa reflexão que muita gente tem feito ultimamente. E pra mandar essa mensagem para o mundo, um projeto musical aqui de Jaraguá - chamado Cousin Black - resolveu criar uma música sobre o tema e mandou ver na letra (confira na íntegra no fim do post). Veja o vídeo:
https://www.youtube.com/watch?v=qgwsjZzS8kk
Ficou animal, né? :D
A música foi composta pelo jovem Jairo Felipe Prado, de 22 anos, a partir da ideia do amigo Victor Silva - filmmaker e um dos integrantes do projeto - que logo viu a proporção de adesão que o game tomou. A ideia foi dizer para as pessoas, através da música, que a vontade de "caçar" Pokémons seja aproveitada para "caçar” mais tempo para coisas importantes da vida, como família, amigos, prestar atenção a quem passa ao nosso lado na rua, dedicar-se a si mesmo e, aos cristãos, buscar mais a Deus.
"Salientando que não é nada contra o jogo, muito pelo contrário, achamos a ideia genial e muito produtiva. No entanto a prioridade não deveria ser apenas essa, mas buscar as coisas que duram mais do que uma vida útil de bateria de celular", comenta Prado.
A composição da letra foi rápida, "no máximo 5 minutos", brinca o jovem. Ele conta que foi criada na hora do almoço mesmo, pois é um tema bem robusto e já tinha o ponto de vista formado. "Não chega a ser um freestyle (que é a rima improvisada na hora), mas gosto de pensar na fonética das palavras para dar a semântica adequada sem ofender ninguém", diz.
E sobre a escolha do gênero musical (rap), ele explicou o porquê:
A vertente do rap me possibilita explorar mais o campo da linguística, limitando, é claro, às rimas no final das frases. Sempre compus letras de rap, para mim é uma ferramenta muito potente para fazer com que o ouvinte entenda a mensagem principal, a rima e a batida faz com que prenda a atenção de quem está ouvindo e assim se torna eficaz.
A historia do Rap é isso, sempre foi conscientizar o público. Os outros gêneros musicais também têm o seu potencial, e não haveria problema algum compor uma letra de rock para discutir algum tema, um chorinho que antigamente era muito utilizado pra isso, contudo optamos pelo rap por ser uma sugestão do Victor diretamente à mim, “faz um rap sobre Pokemon Go e a questão da consciência...”, atendi imediatamente.

Conheça a Cousin Black

A “Cousin Black” é um projeto musical que tem o objetivo de tornar acessível ao público da internet a boa música, fazendo novas versões com novos arranjos, sejam em músicas cover ou mesmo músicas autorais como a do Pokemon Go. Eles estão no YoutubeFacebook e também no Instagram (clique nos links para acessar), e abertos para sugestões de novas músicas e interação com todos!
13923744_1313708865307949_6615830860301893564_o
Foto: Divulgação/Cousin Black
Além de Jairo, também fazem parte do projeto os jovens Luiz Gustavo Silva, Victor Silva (quem sugeriu a música) e Juninho Almeidda. Entre os próximos projetos do grupo está a composição de uma música sobre a cidade de Jaraguá do Sul. :)

Veja a letra da música:

Música: Pokémon GO
Compositor: Jairo Prado
Primeiramente esclareço
Preste atenção no começo
Do raciocínio que eu mando
Por que ele tem endereço.
Não é nada contra esse jogo
Eu fui criado assistindo
Mas, preocupa o futuro
Da geração que está surgindo.
Lançou e logo estourou
Um tal de “Pokémon Go”
Olhe para lado e perceba
Que todo mundo baixou.
Não há nada de ilegal
A ideia é genial
O que não pode é isso
Tomar posse do seu mental.
À nível radical
Notícias já publicaram
É roubo de celular
E gente que os "nóia" mataram.
E o que me faz pensar:
Onde é que vamos parar?
Menos focados no mundo?
E focados no celular?
Você quer duelar?
Fazer disso uma guerrilha?
Vá caçar seu tempo
E dedicar pra sua família.
Se a moda “capturar”
Prefiro o “capitulo”
De um livro, onde vivo, o que preciso
É de mais amor.
Você já reparou?
O tempo que você perdeu
Com a cara no celular
E não com os parceiros teu?
Imagine uma mãe
Notícia que recebeu
Seu filho não volta mais
Infelizmente morreu.
E agora pra explicar
Por que o filho não voltou?
“Estava com a cabeça baixa
Jogando Pokémon Go”.
Por mais consciência
É o que eu desejo pra tu
Porque a responsa da de dez
Em cima do Pikachu.
Então, deu pra entender?
O que pode acontecer
Não é uma critica
Mas um recado meu para você.
A mesma gana que usa
Pra procurar Pokémon
Procure mais a Deus
Eu recomendo, é bom!
E se tem uma coisa
Que você deve procurar
É seus amigos, família
Importante conservar.