No próximo sábado (11), às 14 horas, o Museu Nacional da Imigração e Colonização de Joinville (MNIC) vai lançar um novo recurso de acessibilidade: o videoguia em libras, idealizado para atender a comunidade surda. Os vídeos estarão disponíveis em tablets que serão oferecidos pelo MNIC, durante a visitação. Com a ferramenta, o público surdo poderá assistir a doze vídeos introdutórios que contam a história do local e apresentam os núcleos expositivos do museu, na Língua Brasileira de Sinais (Libras). O projeto dos videoguias em libras foi desenvolvido pelo Núcleo Educativo do MNIC, em parceria com a Associação de Amigos do Museu (AAMNIC), Comissão de Voluntários do Museu (CVMNIC), Associação Joinvilense para Integração dos Deficientes Visuais (AJUDEVI), Associação de Surdos de Joinville (ASJ) e produtora de filmes Memorize Produções, com o objetivo de proporcionar maior autonomia ao público surdo durante a visitação. Para o presidente da Associação de Surdos de Joinville e Região, Thiago Fagundes de Oliveira, o videoguia em libras será um incentivo para os deficientes auditivos frequentarem o MNIC: “Até então, os surdos vinham ao museu e só viam imagens. Agora, teremos acessibilidade e informação em libras. Vamos aprender história, as tradições e a cultura de Joinville”. Vale destacar que, além, dos videoguias em libras, o Museu Nacional da Imigração e Colonização já conta com outros recursos de acessibilidade, como os audioguias para cegos, as placas indicativas em braile, rampa de acesso à Casa Enxaimel e o recente jardim sensorial. De acordo com a coordenadora do MNIC, Renata Cittadin, a acessibilidade é um direito dos cidadãos e uma forma de atrair diferentes públicos para o museu: “Esses suportes são disponibilizados para ampliar e democratizar o acesso das pessoas com deficiência, além de termos a oportunidade de estimular a percepção, responsável por processar todos os detalhes das informações disponíveis à visita ao Museu”. O lançamento do videoguia em libras faz parte da programação anual em comemoração aos 60 anos do Museu da Imigração e Colonização. Espetáculo teatral O evento de lançamento do videoguia em libras terá a apresentação da Esquete Teatral com o Grupo Libração, especialmente desenvolvida para a apresentação no Museu da Imigração e Colonização, e representará a história do surdo no Brasil, com a participação de cinco atores. O grupo Libração surgiu em 2011 proporcionando a alunos surdos a experiência com o teatro e a expressão por meio da arte. Rapidamente, o curso se transformou em grupo e os alunos, atores e atrizes iniciaram a criação de espetáculos e cenas que tratam da cultura surda, das possibilidades e limitações. O nome Grupo de Teatro Libração significa: libras com emoção, ação e vibração. O Museu Nacional da Imigração e Colonização (rua Rio Branco, 229 – Centro), abre de terça-feira a domingo, das 10 às 16 horas. A entrada é gratuita. *Com informações da Prefeitura de Joinville