Mármore, madeira, ferro, barro, plástico, resinas carbonizadas e até tecidos são alguns dos materiais utilizados pelos 26 escultores que participam do Festival de Esculturas Itinerantes, que inaugura neste sábado (17), às 10h, no Instituto Internacional Juarez Machado (IIJM). Além da diversidade de materiais e formas que passeiam pelo conjunto de obras expostas, o evento tem caráter internacional e inclui artistas de Santa Catarina no circuito.

O festival surgiu há dois anos como iniciativa do curador  e produtor de artes visuais carioca Paulo Branquinho. Após passar por museus de quatro Estados, a mostra chega à Joinville, onde fica até 10 de fevereiro.

Diversidade se pronuncia na curadoria. São esculturas de diferentes técnicas, materiais e estilos, que promovem o intercâmbio entre os artistas de diferentes gerações, cidades e nacionalidades.

Obras de escultores da Itália, do Chile e de sete Estados preenchem os cantos do IIJM. Sem contar o convidado especial: o dinamarquês  Jesper Neergaard, autor da escultura “ Musa da Dança” , instalada em frente ao Centreventos Cau Hansen, por ocasião das comemorações de 10 anos da Escola do Teatro Bolshoi.