O cantor Agnaldo Timóteo não resistiu às complicações decorrentes da Covid-19 e morreu na manhã deste sábado (3) no Rio de Janeiro. Ele tinha 84 anos. Ele foi internado no dia 17 de março na UTI do Hospital Casa São Bernardo, na Zona Oeste do Rio.

Agnaldo Timóteo havia começado a gravar álbum em tributo a Angela Maria, de quem tinha sido motorista nos anos 1950, no começo do mês de março, duas semanas antes de ser internado. Sete músicas foram gravadas no dia 2 do mês passado.

A intenção de Timóteo era gravar outras sete músicas em uma próxima sessão de estúdio para concluir o álbum.

No último dia 27, Agnaldo precisou ser intubado para "ser tratado de forma mais segura" contra a doença. Timóteo já estava debilitado por conta de um AVC sofrido em 2019.

"É com imenso pesar que comunicamos o FALECIMENTO do nosso querido e amado Agnaldo Timóteo. Agnaldo Timóteo não resistiu as complicações decorrentes do COVID-19 e faleceu hoje às 10:45 horas. Temos a convicção que Timóteo deu o seu Melhor para vencer essa batalha e a venceu! Agnaldo Timóteo viverá eternamente em nossos corações! A família agradece todo o apoio e profissionalismo da Rede Hospital Casa São Bernardo nessa batalha", disse a família, em nota.