Morreu neste sábado (8) o ex-vocalista e um dos fundadores da banda brasileira de metal Angra, André Matos, tido como um dos maiores nomes do Metal brasileiro. O músico tinha 47 anos e foi vítima de um ataque cardíaco, confirmam amigos. A morte foi confirmada pelo baterista Ricardo Confessori e pelo baixista Luis Mariutti, também ex-integrantes do Angra, em uma nota assinada por toda a equipe e divulgada nas redes sociais.

Os músicos estavam atualmente em uma turnê de reunião com o Shaman, banda que o vocalista assumiu após romper com o Angra em 2000. André tinha se apresentado no último domingo no Espaço das Américas, em São Paulo. A turnê passou por Joinville, durante o Armageddon Metal Fest, no último sábado (1).

https://www.instagram.com/p/BydRCAkJDL7/?utm_source=ig_embed

André Matos era,  para muitos, um dos maiores vocalistas do metal brasileiro. Nasceu em São Paulo em 14 de setembro de 1971, e ficou conhecido pelo seu trabalho a frente das bandas Viper, Angra e Shaman, bem como pelo seu trabalho solo, desenvolvido desde 2006.

Estudou música desde a infância, começando por teclado e piano, graduando em regência orquestral e composição em São Paulo. Em 1991, fundou o Angra. A banda fez turnês pelo mundo inteiro e suas mais de um milhão de cópias vendidas deram a Matos projeção mundial. Foram dois álbuns gravados: Angels Cry (1993) e Holy Land (1996), além de diversos EPs.

Matos se separou do Angra em 2001, por divergências com o empresário da banda. Ao lado de Luis Mariutti e Ricardo Confessori, também ex-membros do Angra, fundou a banda Shaman.

Quer receber as notícias no WhatsApp?