A moradora de Jaraguá do Sul, Juliana Nardeli, foi a quarta eliminada do programa Masterchef. Ela não foi muito bem na prova do “misto quente francês”, o croque-monsieura, e deixou a competição na última semana de julho.

A cozinheira amadora contou um pouco sobre como foi a experiência e trajetória dela dentro do programa.

"Para mim o que fica até o momento é uma sensação que sempre o inusitado pode acontecer. Quando me inscrevi foi um dia de surto, eu fiz um vídeo caseiro, filmado com o celular. sem nem pensar muito na iluminação" conta Juliana.

Foto: MasterChef/Divulgação

Juliana começou a cozinhar quando descobriu que o filho Augusto, de 10 anos, tinha uma alergia muito severa à proteína do leite e da soja. Por conta dessa restrição alimentar, ela passou a se dedicar e estudar mais a culinária.

"Quando o Augusto nasceu e até um ano e seis meses ele foi alérgico, em um grau bem grave, à proteína do leite e da soja. Então no início, como ele mamava ainda e depois quando começamos a introdução alimentar, eu tive que fazer uma dieta muito restrita, tanto para ele, como para mim. Foi nesse momento que passei a me dedicar muito mais à cozinha," conta Juliana.

A cozinheira compara a experiência desafiadora que enfrentou com a alimentação do filho com o que viveu no MasterChef.

"Depois que a gente passa os desafios, vemos que somos mais fortes e que é possível enfrentar eles. Eu diria que é comparado a experiência que eu estou tento agora com o MasterChef. Eu não sabia que tinha coragem para aquilo tudo, não sabia que era só mandar um vídeo que daria nisso tudo, que eu receberia tanto amor do público", diz Juliana.

Foto: MasterChef/Divulgação

Dentro do programa, Juliana não inspirou só os cozinheiros que a assistiram de casa, mas também de todo o Brasil que acompanharam o amor que ela tem pela culinária e pelo filho, que de alguma forma sempre era citado durante os episódios do MasterChef.

"Em meio a tantos comentários, tem alguns de filhos que dizem 'Eu não estava dando valor à minha mãe como ela merece e agora eu olho você e eu vi que estava falhando'. Eu penso que se eu consegui inspirar esse pouquinho já, a minha missão está mais que cumprida," diz Juliana.

O primeiro episódio da temporada foi o mais desafiador para Juliana, não só por ser a primeira vez na cozinha do MasterChef, mas por toda a emoção e ansiedade que aquele dia trazia. Era tudo novo não só para a cozinheira, mas para todos os outros participantes.

"A primeira prova foi a que eu mais fiquei nervosa, porque foi a surpresa de ver a apresentadora, o impacto de ver os chefes, que são referências para mim. Naquele dia nem todos os 23 participantes cozinharam e confesso que eu queria ter subido para o mezanino também", conta Juliana.

Foto: MasterChef/Divulgação

Ao longo do tempo que participou do programa, ela pode aprender inúmeras coisas, desde receitas, técnicas culinárias e trabalho em equipe, mas a principal delas foi que os erros fazem parte da aprendizagem e que é errando que se aprende.

"Uma das coisas que aprendi no MasterChef e vou levar para a vida é que os erros fazem parta do processo. Se não fosse eu ter feito um prato mediano e ter ido para a prova de eliminação, eu não iria receber um elogio que nunca foi dado no programa antes." pontua a ex-participante.