Um fato inusitado que aconteceu na Páscoa do ano passado veio à tona nesta semana e está deixando os moradores do Norte catarinense curiosos.

Tudo começou quando o designer Cristyan Axel Langer, 27 anos, que faz parte de um grupo de montanhistas e caminhantes, relatou que avistou um óvni (objeto voador não identificado) no meio dos Campos do Quiriri, em Campo Alegre.

"Foi um tanto quanto engraçada a situação, mas fantástica. Mais de 20 pessoas em um acampamento avistaram, juntas, o mesmo fenômeno! Parece coisa de filme, mas não é!", garante Langer.

De acordo com o designer, em torno das 20h, quando todos estavam reunidos, ele e mais um integrante do grupo repararam uma luz forte e amarelada que se destacava no horizonte.

Langer comenta que grupo ficou surpreso e não conseguiu identificar o objeto | Foto Arquivo Pessoal

"Olhamos para trás e o restante do grupo estava também parado, concentrado, olhando fixamente na mesma direção. Ficamos debatendo entre nós o que seria aquela coisa", conta.

Na época, Langer morava em Rio Negrinho. Ele comenta que surgiram hipóteses que poderia ser um drone ou helicóptero, mas pelas características do objeto, todas foram descartadas.

"Foi então que, de repente, aquele objeto começou a se mover para o lado, desaparecendo atrás da Pedra da Tartaruga. Penso eu que aquele episódio não era algo natural, pois era um objeto luminoso no meio do nada, naquela altitude, agindo de tal maneira que não poderia ser algo comum. Nunca imaginei passar por uma situação dessas", relembra.

Região tem alta quantidade de avistamentos

Até hoje os integrantes do grupo não sabem exatamente o que foi aquilo, cujo formato não ficou claro.

Conforme o Centro de Pesquisa Ufológica de Santa Catarina (GPUSC), o Norte e o Litoral Norte de Santa Catarina concentram uma grande quantidade de avistamentos de óvnis. Nos últimos 20 anos, são mais de três mil relatos na região.

Sempre que o GPUSC recebe um chamado, procura obter mais informações, analisar imagens e fazer entrevistas presenciais, além de visitar o local sempre que possível.

Mais detalhes sobre os procedimentos e avistamentos podem ser encontrados no site do GPUSC.

No caso do óvni avistado pelo grupo de montanhistas e caminhantes no Quiriri, não há fotos nem vídeos sobre o ocorrido, apenas testemunhas.

 

Com informações do site A Gazeta

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger