Quem está ligado nas redes sociais provavelmente deve ter visto algum amigo compartilhar notícias sobre a possibilidade de neve em São Joaquim na madrugada de quinta (27) para sexta-feira. Mas, apesar de existir uma possibilidade, ela não é tão grande e alarmante como andam falando por aí.
Os meteorologistas da Epagri/Ciram explicam que a condição de neve é muito difícil, mesmo na serra, pois a previsão não indica um frio tão intenso. De acordo com a meteorologista Gilsânia de Souza Cruz, vai ter declinio na temperatura no fim do dia de quinta em todo o Estado, mas é necessário que seja registrado frio intenso em altitude para que exista essa previsão. "Ou seja, a temperatura vai cair, mas dificilmente teremos neve. A massa de ar frio que está chegando é muito seca e o que pode ocorrer mesmo é geada”, comentou.
Leia mais sobre o declínio da temperatura aqui (clique para acessar).
A previsão de neve foi divulgada pelo portal Climaterra, que divulgou que uma imensa frente fria deverá atingir a Serra Catarinense nos próximos dias fazendo a temperatura despencar vertiginosamente até a -1°C. O portal ainda destaca que alguns modelos de previsão do tempo, em especial o modelo americano, já indica o frio intenso que poderá se transformar em um belo espetáculo de neve já no amanhecer de sexta-feira (28), o que é algo inusitado para a época, já que pode ser sentido um clima mais quente, com a aproximação do verão.
Segundo o engenheiro agrônomo Ronaldo Coutinho, do Climaterra, em entrevista ao Jornal Notícias do Dia, o último registro de neve no mês de outubro no Estado foi em 1999. Na época, a neve chegou no dia três. Depois do dia 20, somente em 1942. Além disso, a Grande Florianópolis deve registrar a menor temperatura mínima do século para o mês na manhã de sábado. Por lá, a temperatura deve variar entre os 9 e 11ºC.
Fontes: São Joaquim Online, Notícias do Dia e Epagri/Ciram