A literatura se transformou no refúgio para a rotina atribulada do pediatra Denis de Araújo. Natural de Recife e morando em Jaraguá do Sul há 33 anos, ele lança neste sábado (11) o livro "Aquela foto de 1945".

Leia mais: 28 sinais que podem te ajudar a identificar um relacionamento abusivo

Foto Eduardo Montecino/OCP News

Araújo tem gosto por ler e escrever desde a infância, mas foi em 2012 que  formulou as primeiras páginas do seu livro. Ele ficou internado por cerca de dois meses no hospital, em virtude de uma grave doença.

Foi com as horas livres que ele passou a contar um pouco mais da infância, adolescência, fase adulta e família através das crônicas.

Depois de mais alguns anos, Araújo precisou parar com as atividades médicas novamente por estar doente. Neste período de três meses, conseguiu adiantar mais algumas páginas do livro.

"Sempre li bastante, mas para aprender mais eu fiz alguns workshops. Enquanto escrevia as crônicas, uma escritora me auxiliava revisando", relata Araújo.

Grande parte deste processo foi feito à distância, por conferências em vídeos. Ao fim, ele reuniu 44 crônicas em 136 páginas.

Junto de "Aquela foto de 1945", o médico também iniciou uma biografia, que é um dos próximos projetos do autor.

"Eu continuo escrevendo, principalmente nos momentos de inspiração, quando estou tranquilo", conta Araújo.

Outro desejo do pediatra é escrever um livro falando sobre a educação infantil. "Tem muita informação na internet e algumas delas não são boas. As pessoas acabam ficando meio perdidas. Hoje em dia, as crianças são introduzidas para esse mundo muito cedo", aponta.

Foto Eduardo Montecino/OCP News

O livro vai abordar assuntos como educação e saúde de uma forma mais prática e objetiva, considerando a correria do dia a dia dos pais e responsáveis.

Questionado se os pacientes sabem desse outro lado, Araújo revela que alguns já compraram exemplares e ficaram animados com a novidade.

"Aqui no consultório eu estou focado no paciente, sou mais reservado. A literatura é como um lazer, consigo me expressar melhor", afirma.
A inspiração para escrever, segundo ele, são nomes como Machado de Assis, Luis Fernando Veríssimo e Nelson Rodrigues.

Araújo já fez um lançamento para familiares e amigos, mas o evento oficial será na Feira do Livro. A obra pode ser comprada na Grafipel ou na clínica do médico, no edifício Blue Chip, no bairro Jaraguá Esquerdo.

-

Quer receber as notícias no WhatsApp?