Misturar o Nordeste com Jaraguá do Sul. Essa é a ideia por trás do projeto cultural Marreco da Madrugada, que abre as asas neste sábado (14) e domingo (15) com um encontro inaugural no Almuas Quintal.

Uma soma de forças está por trás da iniciativa encabeçada pela mente criativa de João Andrade.

O profissional de marketing, pernambucano que vive há 15 anos em Jaraguá do Sul, está visando a futura realização de uma festa de Carnaval com o melhor dos costumes dessas duas regiões.

O evento desse fim de semana acontecerá das 12h às 18h em ambos os dias. Quem garantir o ingresso a R$ 30 será abastecido por dois chopes, uma água mineral e um refrigerante.

Por conta da pandemia, os ingressos são limitados a 30 pessoas por dia.

Segundo Andrade, a ideia é apresentar o formato do evento, reunir um grupo de trabalho e unir ideias. Ainda haverá música e apresentação folclórica.

A referência para o nome vem de Recife e Olinda, onde o bloco Galo da Madrugada se tornou um símbolo carnavalesco. Aqui a ave é outra: o marreco, símbolo da gastronomia típica alemã.

A ideia é criar os frevos em alemão, ter chope, atrair famílias… Tudo isso com a alegria que vem da tradição popular nordestina.

Além de uma opção de lazer e integração cultural para os locais, o evento agracia os cerca de 8 mil nordestinos que moram em Jaraguá do Sul e região, segundo levantamento de Andrade.

Serviço

  • O quê: Encontro do Marreco da Madrugada
  • Onde: Quintal Almuas, na Rua Eugênio Lesmann, número 333
  • Quando: sábado, das 12h às 18h; e domingo, das 12 às 18h
  • Quanto: R$ 30 - dois chopes, uma água mineral e um refrigerante

 

Telegram Jaraguá do Sul