Inspiração é a palavra chave para músicos. E, às vezes, para tê-la é necessário circular por outros gêneros, descobrir-se em novos projetos para aí sim, chegar a um coeficiente com composições próprias e inéditas.

Foi exatamente este o caminho que um dos músicos mais importantes da cena clássica catarinense da atualidade, o pianista Luiz Gustavo Zago, tomou até chegar o seu novo álbum solo “Momentum”, que será lançado no próxima terça-feira (16), às 20h30, no Teatro do CIC, em Florianópolis.

E o trabalho chega ao mercado acompanhado do vídeo clipe do single “Inverno” e do DVD gravado ao vivo com as peças do álbum.

“O Momentum, como o nome diz por si só, representa um sopro de frescor em minha produção. São composições que brincam com universos entre o jazz, o pop, o clássico, o rock, a música minimalista, fruto de tudo que venho ouvindo e me interessando nos últimos tempos, e de todas as parcerias que desenvolvi ao longo dos últimos anos, como pianista e arranjador”, explica Zago.

O álbum, gravado em São Paulo, conta com a participação de um trio clássico de jazz formado com os músicos, e parceiros de longa data, Tiê Pereira (contrabaixo) e Richard Montano (bateria).

Contudo, o single “Inverno”, tem a participação do Daniel Galvão (instrumento). De acordo com Zago, a escolha destes músicos deve-se ao entendimento que tiveram em relação ao espírito deste projeto.

“Coloquei em prática ideias muito especificas de linhas de baixo, de levadas de bateria, enfim, tem muito de mim em todo o processo, como nenhum trabalho meu jamais teve”, diz o cantor.

Após lançar o trabalho nas principais capitais brasileiras, Luiz Gustavo Zago já planeja levar sua música para outros continentes já em 2019, como a Europa, por exemplo e com isso conquistar espaço fora de Santa Catarina. “A ideia é tocar para vários públicos e me desafiar”, planeja Luiz.

Cantor Luiz Gustavo Zago | Foto Rodrigo Ormond / Divulgação.

Trajetória sólida e reconhecida

Em seus 15 anos de estrada, o Zago conquistou o título de um dos profissionais mais consolidados da cena clássica de Santa Catarina.

Posto este que permitiu que artistas de renome nacional reconhecessem seu trabalho como é o caso de Lenine e Zeca Baleiro.

De acordo com o músico, escrever para estes cantores trouxe muito aprendizado e possibilitou que gestos mais soltos fossem inseridos dentro da música, instrumental, em uma verdadeira brincadeira com o universo pop.

“Acredito que a carreira artística deve buscar mais a comunicação do que a expressão. É importante ao artista sentir o que toca as pessoas e só assim a música tem muito mais sentido”, declarou Zago.

Convite | Foto Divulgação.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp? Clique aqui