Um leão-marinho (Otaria flavescens) é monitorado desde o último sábado (11) pela R3 Animal na Lagoa da Conceição, em Florianópolis. O mamífero marinho, um macho adulto, foi está saudável. Como de hábito desta espécie, ele busca os costões rochosos para descansar. Em tempo de coronavírus, um verdadeiro "isolamento social".

A avaliação foi feita à distância, com o auxílio de termógrafo (aparelho que detecta a temperatura em diferentes pontos do corpo).

Leão-marinho busca os costões rochosos para descansar | Foto Marzia Antonelli/R3 Animal/Divulgação

A Polícia Militar Ambiental tem feito incursões na Lagoa para verificar a integridade física do leão-marinho.

Com a aproximação do inverno, é comum que estes animais saiam de suas colônias reprodutivas no Uruguai e Argentina e busquem águas mais quentes na região sul do Brasil a procura de alimento.

Mamífero busca águas mais quentes na região sul do Brasil | Foto Marzia Antonelli/R3 Animal/Divulgação

Fique atento às recomendações

A R3 Animal faz o monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos na costa de Florianópolis, dentro do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), desenvolvido pela Petrobrás.

Para manter os cuidados com o leão-marinho, a equipe da R3 Animal recomenda:

  • Molestar animais silvestres é crime previsto na lei federal 9.605/98, com pena de seis meses a um ano de prisão e multa.
  • Caso o aviste, mantenha distância, pois são animais selvagens e, ao se sentirem acuados, podem tentar se defender.
  • Evite o contato deles com animais de estimação, pois eles podem transmitir doenças ao leão-marinho.
  • Caso cachorros tentem atacar o animal, ajude mantendo-os afastados.
  • Evite tirar fotos com o uso de flash.
  • Nunca forneça alimento ou force o animal a entrar na água, pois ele quer apenas descansar.
  • Não se aproxime com embarcações pois o barulho assusta e estressa o animal.
  • Colabore com a sensibilização e conscientização da comunidade e ligue para o número 0800 642 3341.

 

Molestar animais silvestres é crime | Foto Marzia Antonelli/R3 Animal/Divulgação

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp