O autor jaraguaense Jeison Giovani Heiler lançou nesta semana o livro de poesias "Escombros". Nas 144 páginas, a obra reflete a percepção do doutor em ciência política sobre o mundo, girando em torno de temas como o amor, sexualidade, filosofia e certo desconforto com a miséria e desigualdade social.

São 43 poemas onde Heiler busca problematizar as formas comuns de encarar a nudez, prostituição, banalização do erotismo e outras questões. Além das ilustrações ao longo do livro, no final ainda há um zine encartado.

Segundo o autor, esta é uma forma de propiciar uma perspectiva mais poética e linguagem mais atrativa para o público.

Heiler comenta que as poesias foram escritas em diferentes momentos ao longo dos últimos dez anos.

"É uma atividade sempre muito difícil identificar o que nos leva a escrever. Identificar as influências ou as inspirações da produção humana cotidiana, nem sempre é possível ou válido", explica.

Antropologia como inspiração

Ele destaca que se inspirou em antropólogos que alertaram: "estranhar é preciso", denunciando práticas excludentes, xenofóbicas e preconceituosas. "Guardados todos os limites da minha produção literária, Escombros quer ser um convite ao estranhamento", enfatiza.

O autor ainda aponta que o livro é uma junção "meio aleatória e desconexa" das experiências que vivemos.

"Em um tempo em que a meritocracia é festejada como arquétipo político cabe denunciar o óbvio: os homens fazem sua própria história, suas escolhas, mas não a fazem como querem, não a fazem sob circunstâncias de sua escolha, e sim, sob aquelas com que se defrontam legadas pelo passado. Emergimos de ruínas que nem sempre compreendemos", avalia.

O livro foi premiado pelo Edital Elizabete Anderle em 2017. A distribuição será  gratuita na biblioteca municipal e em alguns pontos da cidade. Interessados podem solicitar o envio no e-mail do autor jeisonheiler@gmail.com

Heiler já publicou outras obras antes. Foram duas coletâneas de poesia "Prosa e verso volume II" (2003) e "Prosa e Verso volume III" (2004) e uma coletânea de contos chamada "Contos Jaraguaenses: Trinta escritores, trinta contos".

Ele também escreveu o livro "Democracia o Jogo das incertezas" e é co-autor e organizador da obra  "Doze anos dúzias de histórias".

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?