Em 1987, ator Marcos Breda dividiu apartamento com autor em São Paulo | Foto Acervo Marcos Breda/Divulgação/JC
Em 1987, ator Marcos Breda dividiu apartamento com autor em São Paulo | Foto Acervo Marcos Breda/Divulgação/JC

"Te espero aqui onde estou, abismo, no centro do furacão." - Caio Fernando Abreu.

Ao lado da escritora Clarice Lispector, o escritor gaúcho Caio Fernando Abreu é um dos mais citados como autor de frases célebres, porém, sem ter dito ou escrito boa parte delas.

Apesar da confusão, o fato curioso não deixa de ser um sinal de quanto o trabalho - verdadeiro - de Caio Fernando Abreu é admirado e inspirador.

E no ano em que ele completaria 72 anos de vida, o jaraguaense Carlos Riegel fará uma live especial com um dos grandes amigos do escritor, o ator Marcos Breda.

A live acontece neste sábado (12), às 18h, dentro do projeto Aqueles Dois, um encontro semanal, às quartas-feiras, em que Riegel conversa ao vivo pelo Instagram com convidados sobre temas que vão de literatura ao entretenimento e informação.

O nome do projeto, Aqueles Dois, vem de um conto do escritor Caio Fernando Abreu, autor preferido de Riegel, a quem quis homenagear nesta segunda temporada do projeto.

Caio e Marcos na foto, trabalhando no texto O Homem e a Mancha, em 1995. Página do livro Para Sempre Teu Caio F. | Foto Carlos Riegel

"Caio é um de nossos maiores escritores, suas obras são atemporais e merecem ser sempre celebradas. Por isso, a segunda live desta temporada não será na quarta-feira, como de costume e, sim, no dia do aniversário do autor, neste sábado", explica Riegel.

Para falar sobre o escritor e sua obra, o idealizador do projeto recebe o ator Marcos Breda.

Riegel acompanha o ator a algum tempo, pelo Instagram e, por ser um grande amigo de Caio, Carlos pensou em convidá-lo para compartilhar algumas memórias nesta data especial.

"E ele, com uma simpatia tremenda, topou", conta Riegel.

O projeto

"O Projeto Aqueles Dois veio como um desejo de incentivar a leitura, o apoio à arte e o debate cultural. Mesmo antes da pandemia desejava criar um espaço de conversa, para receber leitores, autores e artistas. Todos os lados, quem escreve, quem produz, quem lê", conta o idealizador do projeto, Carlos Riegel.

Riegel também atua no Clube do Livro de Jaraguá do Sul, que existe desde 2015, em parceria com a psicanalista e amiga Francine Murara.

Aproveitando o embalo da popularização das lives por causa da pandemia do coronavírus, Riegel viu que esse formato funcionaria bem para sua ideia.

Foto Reprodução/Instagram

A primeira temporada do projeto resultou em 11 encontros online, ao vivo, com diversos convidados. Entre eles, autores como Chico Felliti (Ricardo e Vania, A Casa), Aline Bei (O peso do pássaro morto, Josélia Aguiar (Jorge Amado, uma biografia).

Além de falar sobre literatura, o projeto também discute psicologia, diversidade nas empresas, personalidades que marcaram época, trazendo um painel diverso de entretenimento e informação.

"Sinto que é importante criarmos conexões neste momento, e a arte além de nos salvar, nos ajuda a enfrentar tudo que andamos passando neste 2020", afirma Riegel.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul