Quando pensamos pelo ponto de vista natural, muitos de nós podem dizer que não existe forma correta para segurar uma taça de vinho desde que leve a bebida até a boca. De certa forma não há regras engessadas para esta questão, no entanto apresentaremos aqui as formas clássicas mais recomendadas, já que esquecemos que a maneira que manuseamos este objeto possui influência direta sobre a degustação e apreciação da bebida.

O primeiro e mais óbvio motivo para segurar da forma correta é que ao colocar as mãos com bojo, podemos sujar o corpo interferindo na apreciação visual. Já o segundo motivo está relacionado à temperatura correta para servir o vinho, uma vez que a mão humana possui calor. O contato direto com a área onde está o vinho muda a experiência de degustar a bebida.

De forma geral chamamos de "bojo" ou corpo a parte da taça que recebe o líquido, abaixo vem a haste e por fim a base que podemos aqui chamar de "pé". Quanto maior a variedade de formas disponíveis para aquisição, maiores também são as dúvidas no momento de escolher e utilizar.

No momento em que optamos por escolher as taças conforme agradam nossos olhos, podemos desfrutar de uma enorme variedade de cores e composições que cabem bem para decoração e transformar um jantar por exemplo, em um ambiente esteticamente mais agradável. As diferentes formas e cores têm influência importante, neste caso para início da apreciação é recomendável começar por modelos transparentes.

Sem novidades para nós, as mais queridinhas e procuradas são as feitas em cristal e de vidro. Para o uso diário de iniciantes é Interessante a utilização das taças de vidro por serem mais resistentes. O que nem todos sabem é que o material das taças de cristal não são um cristal natural, mas sim de um topo especial de vidro que é trabalhado quimicamente para chegar ao resultado final semelhante à um cristal. Areia sílica e chumbo são comumente utilizados no processo de confecção. A utilização do chumbo tem gerado diversas críticas. Hoje muitas indústrias têm utilizado titânio no lugar do minério e o resultado final não é afetado.

Podemos começar nossa imersão na enologia com um pacote de "iniciante" composto por algumas formas variadas de taças para as diferentes aplicações de vinho. Uma taça para servir opções como Espumante Garibaldi Moscatel, uma Bordeaux, outra para vinho tinto e um Borgonha. Se preferir, a fim de facilitar o trabalho prático, encontre a taça ISO que possui capacidade de 220ml e um padrão mundial oficializado, o que faz dela uma indicação direta para todos os tipos de tintos e também espumantes.