Recentemente o Facebook entrou em conflito com a Apple por conta do lançamento da atualização do iOS 14.5.

Na atualização em questão, foram implantadas medidas de antirrastreamento nas redes sociais, e tanto no Facebook, como no Instagram, passou a aparecer um aviso aos usuários de que ambos os serviços podem se tornar pagos, caso os usuários do iOS não autorizem o rastreamento pelos aplicativos.

A ação do Facebook é recorrente. Há pouco tempo a plataforma utilizou páginas inteiras de anúncios de jornais americanos, afirmando que o rastreamento serve apenas para mostrar anúncios mais relevantes e ajudar os pequenos negócios.


Desafios do Facebook

A Apple sempre declarou que não é contra a publicidade nos seus dispositivos, desde que os clientes possuam total controle sobre ela.

E com a opção das pessoas recusarem, o Facebook teme que a maioria das pessoas cliquem na opção "não", quando aparecer o aviso da Apple.

A nova janela de opções da Transparência de Rastreamento de Aplicativos (ATT) da Apple pretende também, impossibilitar que os aplicativos tentem oferecer recompensas monetárias para que os usuários permitam o rastreamento.

Pelo fato da Apple permitir que os desenvolvedores optem por não exibir as telas especiais e a caixa de diálogo do iOS 14.5, o Facebook ainda tenta persuadir os proprietários de iPhones de que, ao bloquear o rastreamento, estarão transformando a rede social em serviço pago.