Foto Eduardo Montecino/OCP News
Foto Eduardo Montecino/OCP News

Um projeto de lei pretende proibir a venda de cigarros para a maior parte da população do estado do Havaí, nos Estados Unidos. Se aprovada, a lei fará com que apenas pessoas com 100 anos ou mais possam comprar o item a partir de 2024.

A nova lei aumentaria a idade mínima aos poucos, elevando para 30 em 2020, 40 em 2021, 50 em 2022, 60 em 2023 e finalmente 100 em 2024.

Isso significa que os centenários manterão o direito de fumar, mas será complicado encontrar o produto nas prateleiras, já que a demanda será muito menor.

O projeto de lei também alerta sobre a influência das empresas na questão. "Embora o cigarro seja viciante devido à presença da nicotina, a indústria do tabaco manipulou ainda mais o design dos cigarros, a fim de aumentar a dependência ao produto", afirma o autor do projeto, Richard Creagan.

No entanto, a proibição não impede que os turistas tragam seus próprios cigarros, nem se estende a outros produtos, como cigarros eletrônicos e chicletes com tabacos. A ideia é que os produtos de tabaco não combustíveis são menos prejudiciais do que o restante.

Para se tornar lei, o projeto terá que passar pela legislatura estadual e provavelmente sofrerá pressão da indústria de tabaco dos Estados Unidos.

Fonte: Revista Galileu

 

Quer receber as notícias do Por Acaso no WhatsApp?

Clique aqui!