Essa é aquela semana na qual os amantes da música erudita, do jazz e outros estilos intimamente ligados ao piano se deleitarão de um modo que talvez nunca pensaram. Afinal, o I Pianíssimo tentará levar a cabo a promessa de transformar Joinville na capital do instrumento com uma programação recheada de estrelas nacionais e internacionais e eventos paralelos em diversos locais da cidade, tudo de graça. De fato, a música puxa as atrações da semana - o rock e o pop também tem vez, vale dizer -, mas não esqueçamos que a literatura, o cinema e as artes visuais também dizem "presente". É só escolher.

 

1 - Oficina de literatura
Existe um jeito certo de escrever para crianças e adolescentes? Como se cria um texto infantojuvenil? Propondo a experimentação de possibilidades criativas, a oficina da alagoana Claudia Lins pretende cruzar os universos da leitura e da escrita, brincar com as palavras, explorar repertórios e a construção de narrativas por diferentes suportes/plataformas.  Jornalista, autora e editora de literatura infantojuvenil, Claudia  publicou 15 livros no segmento e coordena o portal Mundo Leitura e a Rede Ler e Compartilhar. As inscrições são gratuitas e limitadas, na secretaria do Sesc.
Quando: de segunda (17) a sexta (21), das 18h às 22h, no Sesc de Joinville.

2 - I Pianíssimo
Por pelo menos cinco dias, Joinville será a capita brasileira do piano, um verdadeiro paraíso para amantes da música instrumental, seja erudita, jazz ou regionalista. Teatro e Instituto Juarez  Machado, Casa da Cultura, Bovary, escolas Bolshoi, Belas Artes e Arte Maior, Casa do Capitão, Galeria 33, shoppings, bares e praças receberão apresentações de grandes nomes do piano internacional. Entre as atrações estão a ucraniana Valentina Lisitsa; a russa Elina Sarkisian, o italiano Emanuele De Caria (foto no alto), o espanhol Michael Andreas Haeringer, o russo-israelense Roman Zaslavsky e o Manuel Fraga Trio, da Argentina. Entre os artistas nacionais, a lista inclui Bianca Gismonti, Pablo Rossi, o maestro José Mello e os pianistas Matheus Alborghetti e Pavel Kasarian. A programação completa está AQUI.
Quando: de quarta (19) a domingo (23), em vários locais de Joinville.

3 - Cineclube Premium
A atração desta semana é "A Grande Beleza", filme italiano de Paolo Sorrentino que ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro em 2014. A trama narra a jornada do jornalista Jep Gambardella, que fez parte da suntuosa vida noturna de Roma por décadas, transformando-se, desde o sucesso de seu único romance, em uma figura dos círculos literários e sociais. Ao completar 65 anos, ele faz uma análise de sua vida.
Quando: quarta (19), às 20h, na 33 Arthouse (rua Bento Gonçalves, 33).

4 - Dazaranha
A banda da Capital chega para mais uma apresentação de seus hits regionais movidos a reggae, rock, pop e ingredientes litorâneos. A diferença é que fará isso na base do show acústico, o que não deve diminuir a temperatura nem o fervor dos que acompanham a longa carreira do grupo. Na mesma toada desplugada, a Raiz Vital abre os trabalhos da noite.
Quando: quinta (20), às 21h, no Didge.

 

5 - Ensaio aberto
Fundado no ano passado em Joinville e formado por 16 cantores, o Atmen Choir busca promover um repertório eclético de música coral e solística de alto nível para o crescimento individual de seus integrantes. Os cantores selecionados e são estudantes de canto lírico, profissionais formandos que atuam na área ou que já possuem vasta experiência na área musical. Dirigido e coordenado pelo maestro Fernando Klemann, o grupo atua sob a orientação vocal da professora Luciana Melamed.
Quando: sexta (21), às 20h, no Sesc de Joinville.

6 - Vitor Kley
Se você ouve rádio e presta atenção a quem bomba no YouTube e nas plataformas streaming, então já conhece “O Sol” e “Morena”, os dois hits que catapultaram a carreira do jovem cantor e compositor gaúcho. As duas faixas – cruza de pop e reggae que imediatamente traz à mente Armandinho – puxam o show do rapaz, que ainda passeia pelos dois discos que lançou antes de estourar com o EP de 2017, produzido por Rick Bonadio.
Quando: sexta (21), a partir das 22h, no Bovary Snooker Pub.

7 - Molho Negro
Desde 2012, a banda paraense vem chamando a atenção por seus sons rápidos e pesados – uma mistura de rock’n’roll, punk, hardcore e garage – e letras repletas de sarcasmo. Com o seguindo disco, “Não é Nada Disso que Você Pensou” (2017), o trio cravou os dois pés no cenário alternativo nacional. Em turnê pelo Sul, ele aporta em Joinville, onde os anfitriões Somaa (já mostrando o disco novo) e Corrosiva aquecem o público com não menos potência roqueira.
Quando: sexta (21), a partir das 22h, no Garage (rua Inácio Bastos, 812).

 

8 - Documentário sobre pedal
“Elo Perdido” é um documentário produzido inteiramente em bicicleta, sob os olhares atentos de Murilo Azevedo e Renata Falzoni. A obra busca os focos e motivos da resiliência do uso da bicicleta como meio de transporte, mesmo dentro de um cenário de tanta motorização. São Paulo, Rio de Janeiro, Joinville e Afuá (PA) são algumas das locações deste trabalho, que propõe um debate sobre a bicicleta e o futuro das cidades. Após a exibição, haverá uma roda de conversa com convidados ligados ao tema.
Quando: sábado (22), às 19h30, no Sesc de Joinville.

9 - “Se o Brasil é por nós...”
A Cia. Rústico de Teatro volta a apresentar uma das peças mais populares de seu repertório. Na trama, uma fábrica que produz cordas para instrumentos musicais está prestes a falir. Para evitar o desastre, o novo diretor e bisneto do fundador da empresa contrata uma consultoria, que usará de criatividade emergencial para salvar o dia.
Quando: sábado (22) e domingo (23), às 20h, no galpão da Ajote (Cidadela Cultural).

10 - Metal holandês
Surgido em 2010 em Eindhoven, na Holanda, o Komatsu vem pela segunda vez à Joinville, desta vez para divulgar seu quarto disco, “A New Horizon”. O grupo é um digno seguidor dessa leva de bandas que soam como um caminhão descontrolado, empilhando riffs, melodias escarradas e letras divertidas sobre uma base de metal e punk, o protocolar stoner (ou sludge). Quem abre a noite é a banda joinvilense Mad Head Machine.
Quando: sábado (22), a partir das 22h, no Delinquent’s Bar.

11 - Camerata Joinville
A Camerata Joinville começa no domingo uma série de apresentações patrocinadas pelo Simdec, todas com entrada gratuita. Nesses concertos, o grupo dirigido pelo maestro Rafael Daniel Huch executa vários clássicos da música erudita interpretados por um quarteto de cordas (violina, vila, cello e contrabaixo), um contínuo e os solistas Karla Huch (soprano), Jonatas Costa (trompa) e Omar Dal Posso (tenor).
Quando: domingo (23), às 10h30, na Sociedade Cultural Lírica.

 

12 - Gajah Music Live
Um novo evento dedicado à música instrumental, ao jazz, ao groove e aos ritmos brasileiros estreia nesta semana em Joinville. Nesta primeira edição, uma banda formada pelos feras Gabriel Vieira, Junior Gonçalves, Michel Falcão e Anderson Zabote dividem o palco com os grupos locais Satelite Groove, Dedo de Prosa e Cajamanga.
Quando: domingo (23), a partir das 15h, no Gajah Hostel (Servidão Fritz Alt, 240).

13 - Domingo Cinza
Experimentações sonoras, dissonâncias, ruídos, desconstruções rítmicas, melodias imperfeitas. O incomum é a norma desse evento em que artistas se puxam para quebrar regras musicais. O minifestival é puxado pelo projeto joinvilense Esmectatons, cujo som esquizofrênico e cheio de improvisos já rendeu 60 registros. A eletrônica experimental do blumenauense Ariel Teske, o punk/pós-punk da Cãos e o black metal com toques hardcore da Clan dos Mortos (ambas as bandas de Curitiba) pesam ainda mais o evento.
Quando: domingo (23), a partir das 18h, no Garage (rua Inácio Bastos, 812).

 

13 - Exposição
“Somos um só Universo” é a exposição que o artista joinvilense Leonardo Bridarolli mantém ao longo de setembro. São seis ilustrações feitas com caneta Posca que revelam animais e muitas cores, as inspirações de Leonardo, que há três anos se dedica às telas.
Quando: até 30 de setembro, no Garten Shopping.