Para incentivar a inclusão das pessoas com deficiência em projetos artísticos, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Guaramirim e a Fundação Cultural do município firmaram uma parceria através do projeto Arte na Lona. Nesta quarta-feira (3), o grupo de teatro da Apae, composto por 11 estudantes, fez a primeira aula da iniciativa que acontece no Circo Pixirica.

Os ensaios para as peças teatrais já são realizados na instituição, porém, agora os alunos poderão se aprimorar com um profissional da área. A ideia é que através da arte esses alunos consigam se expressar e transmitir as próprias emoções. As aulas circenses também ajudam no treinamento para uma vida mais funcional, já que alguns dos participantes apresentam limitações.

“O mais importante agora no início desse projeto é a inclusão deles, no meio artístico e ajudar a estimular a criatividade também”, comenta a instrutor do Arte na Lona, Luciano Urbanski.

Foto Eduardo Montecino/OCP News

Inicialmente, o grupo vai aperfeiçoar uma peça que já está pronta e será apresentada na abertura do Congresso Nacional de Prevenção de Deficiência, em Florianópolis, que acontece no próximo dia 16. Esta é a primeira vez em que os estudantes vão se apresentar fora de Guaramirim.

O próximo passo, segundo a psicologa e coordenadora de prevenção da associação Crista Kleischmidt, é começar a produção de um musical. “Eles não só apresentam, mas sim participam desde a criação do cenário e todos os outros detalhes do espetáculo”, explica.

Aulas serão semanais

A turma vai se reunir no Circo Pixirica para as aulas do projeto toda quarta-feira, entre às 14h e às 15h. O objetivo, além do aperfeiçoamento é trabalhar a desenvoltura e a comunicação desses alunos, através das artes circenses e teatrais, para contribuir com o crescimento deles.

Luciano trabalha com estudantes de Apaes da região há alguns anos e promete dedicação total aos alunos de Guaramirim. “Vai ser uma satisfação muito grande poder passar meus conhecimentos para essa turminha”, garante.

Foto Eduardo Montecino/OCP News

Quem idealizou a iniciativa foi gestora da Fundação Cultural de Guaramirim, Sônia Maria Borges Chiodini, depois de acompanhar o “Arte para Todos”, da cidade de Joinville. "Este é um projeto para auxiliar os alunos a desenvolverem suas emoções e transmiti-las ao público", comenta Sônia.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger