Fomos até uma fábrica para ver como se faz linguiça de verdade em Jaraguá do Sul

Fomos até uma fábrica para ver como se faz linguiça de verdade em Jaraguá do Sul Fomos até uma fábrica para ver como se faz linguiça de verdade em Jaraguá do Sul

Entretenimento

Por: Gabriela Bubniak

domingo, 02:58 - 20/03/2016

Gabriela Bubniak

Num mundo onde papelão e cabeça de porco são ingredientes nobres de uma linguiça (é zoeira, galera), fomos até uma fábrica de pequeno porte aqui em Jaraguá do Sul, para ver como é feita uma linguicinha frescal de verdade, daquela boa "mermo".

Não entendeu? Veja aqui a matéria do OCP Online sobre a Operação Carne Fraca da Polícia Federal.

Escolhemos a fábrica Jaraguá Embutidos e Defumados, para falar com o Everton Marques, o sócio-proprietário da empresa, sobre o as leis e a produção do produto. Ele explicou que a linguiça mesmo é feita apenas com carne, gordura e uma quantidade (permitida por lei) de produtos químicos que dão a longevidade ao produto, no caso, o prazo de validade.

Ok, mas carne de que? O Everton passou uma das receitas da empresa pra mostrar que não vai nada de cabeça de porco:

Linguiça de Carne Suína Campeira
- Carne suína sem pele (pernil)
- Cebola desidratada
- Noz moscada
- Pimenta
- Açúcar
- Alho
- Água

A intenção era mostrar a vocês todo o processo correto de produção bem de pertinho, mas nossa entrada não foi permitida, afinal tem toda uma roupa e higienização adequada para ter acesso ao local. Mas conseguimos registrar de longe. Dá só uma olhada no vídeo que a gente fez por lá:

VÍDEO

Em média, dependendo do processo de cada empresa, a linguiça tem um prazo de validade de até 60 dias, se bem refrigerada. Já o pacote congelado pode chegar a durar até um ano. Quem dá esse prazo são os fiscais, comentados ali no vídeo pelo Everton. São feitos testes e aí é definida a validade do produto.

Mas como saber se a linguicinha está boa pra comprar? Segundo Everton, é importante ver a coloração do produto, que tem que estar mais viva e não muito escura, e também analisar o odor, na hora de abrir o pacote, que não pode estar muito forte.

Hmmm, aí sim! Essa linguicinha a gente curte! :D - (Foto: divulgação)
Hmmm, aí sim! Essa linguicinha a gente curte! :D - (Foto: divulgação)

Aqui vai uma curiosidade pra quem sempre quis saber (tipo eu): a linguiça pode ter entre 10 e 15% de gordura.

...

Ao todo, a empresa produz 350 kg por dia, uma escala de produção pequena em comparação às grandes empresas citadas na Operação Carne Fraca. A distribuição é estadual, vendendo para o Norte e Litoral do Estado. Por ser uma empresa de produção menor os valores são mais altos, chegando a uma diferença de até 30% dependendo do produto.

Everton explicou que a maior dificuldade, hoje, do setor é a variação do preço da matéria prima. "Uma opinião minha, claro, mas talvez por isso um frigorifico que produz em grande escala burle as leis; é uma forma forma de se beneficiar em meio aos altos custos. Mas não é nada correto", comenta.

Alguns podem até ter se perguntado: será que algum dos fornecedores do Everton é uma das empresas da operação da PF? Não! Ufa! Ele garantiu que são fornecedores super corretos e até mesmo mais caros. Eles são de Rio do Sul e  Sul do Estado.

×