De 29 de março a 1º de abril Florianópolis recebe artistas do circo de todo o país e exterior para participar da 3ª Convenção de Malabarismo e Circo de Florianópolis. O evento reunirá cerca de 300 pessoas, no Parque Estadual do Rio Vermelho, com direito a apresentações abertas à comunidade, cortejo e Palco Aberto na Barra da Lagoa. O encontro promove o intercâmbio e a difusão de conhecimentos entre os profissionais da área, além de ampliar a conhecimento das temáticas e técnicas que envolvem o universo circense. De acordo com Cristina Villar, coordenadora do evento e membro do Coletivo Circo Floripa, durante as duas últimas décadas, a prática do malabarismo e do circo vem crescendo exponencialmente no Brasil, especialmente pela participação de pessoas que não possuem vínculo profissional ou tradicional com as artes do circo. “Embora o malabarismo e o circo sejam tradicionalmente parte da linguagem de espetáculos e entretenimento, na atualidade tais atividades vêm sendo realizadas com os mais diversos objetivos, seja recreativo, educativo, artístico ou social, com um amplo desenvolvimento e inserção na sociedade brasileira”, conta Cristina Nesta edição, a Convenção conta com o apoio do SESC Florianópolis que oferece a Noite das Mulheres. Um espetáculo especialmente criado para dar o protagonismo às mulheres circenses. Foram selecionados números das mais diversas técnicas como palhaçaria, acrobacia aérea, contorcionismo e malabarismo que tenham como temática questões que permeiam o universo feminino e o empoderamento destas mulheres. As apresentações abertas ao público acontecerão nos dias 30 de março no Palco Aberto às 16 horas, na Barra da Lagoa, um Cortejo Circense com artistas e músicos seguirá pela praia do Projeto Tamar até a Praça na Rua República de Córdoba onde os artistas se apresentarão em um Palco Aberto para a comunidade. E dentro do Camping Parque Estadual do Rio Vermelho nos espetáculos noturnos conforme programação do site www.convencaocircofloripa.wordpress.com. Quer receber notícias do OCP News Florianópolis no WhatsApp? Clique aqui