“O Grande Circo Místico”, que conta com a corupaense Bruna Linzmeyer no elenco, é o indicado pelo Brasil para disputar uma vaga no Oscar 2019. O anúncio foi feito nesta terça-feira (10), na Cinemateca Brasileira, em São Paulo.

O filme foi o escolhido entre mais de 20 obras. Agora, o longa de Cacá Diegues busca uma das cinco vagas na categoria Melhor Filme de Língua Estrangeira da premiação.

Veja o trailer

Pelo Instagram, a atriz comemorou e destacou os desafios de interpretar a contorcionista Beatriz.

“Foram meses de ensaio, aulas de circo, contorção, dança do ventre e iyengar yoga”, ressaltou Bruna.

Em entrevista à Vogue, a corupaense afirmou que não precisou de dublê para as cenas de contorção, pois seu corpo "foi se moldando".

Bruna diz que não usou dublê para as cenas de contorcionismo | Foto Adoro Cinema

O filme conta a história de cinco gerações de uma mesma família circense, da inauguração do Grande Circo Místico em 1910 aos dias de hoje.

É possível acompanhar, através de Celavi, o mestre de cerimônias que nunca envelhece, as aventuras e os amores dos Knieps, do apogeu à decadência, até o surpreendente final, num filme em que realidade e fantasia se encontram em um universo místico.

O longa, que também conta com Mariana Ximenes, Jesuíta Barbosa, Juliano Cazarré e Antônio Fagundes, é inspirado em um poema de Jorge de Lima e estreia em 15 de novembro.

As músicas são de Chico Buarque e Edu Lobo. Rodado em 2015, em Lisboa, é uma coprodução Brasil, Portugal e França.

-

Quer receber as notícias no WhatsApp?